About

Blogger news

Estou Lendo!

Visitantes!

Receba novidades no e-mail!

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Snag a button


Parceiros

">Selo By Bruna Kitty

Meu Cantinho de leitura

Followers

About me

Minha foto
Professora de Matemática do Estado do RJ e do Município do Rio de Janeiro; tutora presencial do CEDERJ; pós-graduanda em Planejamento, Gestão e Implementação da EaD pela UFF.

domingo, 22 de agosto de 2010

Meu primeiro artigo!

Boa noite!

Tive uns dias complicados, mas hoje estou aqui para trazer uma boa notícia: meu primeiro artigo foi publicado!

Em 2008 quando participei da 60ª Reunião Anual da SBPC na Unicamp eu conheci o editor do Jornal Mundo Jovem e ele pegou meus telefones e e-mail e disse que entraria em contato caso surgisse alguma matéria envolvendo Matemática. Eu nem lembrava mais disso e não esperava que 2 anos depois eles ainda teriam meus dados guardados. Então, quando menos se espera eis que surge a oportunidade!
Em junho deste ano o Jornal me convidou para escrever um artigo sobre Etnomatemática! Fiquei feliz com o convite, mas quis recusar por não ser a minha área de pesquisa. Escrever sobre algo novo demanda tempo e dedicação, duas coisas que eu não sabia se ia conseguir ter naquele período. Conversei com alguns amigos e todos me incentivaram a aceitar o desafio e como eu comecei este ano de 2010 dizendo que diria mais SIM para as oportunidades eu decidi aceitar. Foi difícil parar para estudar sobre o assunto, mas foi uma experiência válida. Aproveito para agradecer ao magnus, meu guru da língua portuguesa, que ficou horas me ajudando pelo msn e por e-mail a deixar o texto mais bonitinho.
O artigo foi publicado na edição de Setembro, quem quiser conhecer mais do jornal clique aqui .

Quando recebi o jornal em casa fiquei contente, mas meu coração ficou apertadinho também. Sabe quando algo bom acontece e você não consegue ficar 100% feliz como gostaria? Eu me sinto assim por achar que meu trabalho não ficou tão bom quanto deveria e sei que existem 300 pessoas mais capacitadas que poderiam ter feito melhor. Sei que foi meu primeiro trabalho e que isso deve ser levado em consideração, mas toda vez que leio tenho vontade de mudar tudo! :(

Com tudo isso acho que o saldo dessa história é positivo, afinal eu estudei, escrevi e publiquei. Não estou 100% satisfeita, mas sei que isso pode ser o pontapé inicial para oportunidades de escrever na minha área de pesquisa atual que é EaD - Educação à distância. E que venham outros convites!

--

Fiquei ausente do blog umas semanas porque tive uma crise horrível de sinusite e isso atrasou toda minha vida. Eu estava colocando meu trabalho em dia e hoje finalmente pude sentar aqui com calma e escrever.

--

Sobre a postagem da música do post anterior: eu NÃO estou apaixonada! rs... Bem que eu queria!
Eu só gosto muito do trabalho do Jamie e também sou uma romântica assumida. Mesmo não tendo a quem dedicar meu amor...

--

Um super beijO*
Viviane

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Moda: Ouse e seja feliz!

Hoje em dia quando o assunto é moda o que vale é a criatividade, eu mesma adoro misturar cores e usar acessórios diferentes. Ontem eu passei no shopping e fiquei encantada com um par de brincos de zíper (que minha mãe quando viu me chamou de louca e quando eu disse o preço quis me matar), não resisti e comprei. Veja aí a foto:

Talvez você esteja duvidando da minha sanidade mental neste momento, mas eu sinceramente achei bonitinho, adoro coisas diferentes! (minha mãe ainda aposta que eu não terei coragem de usar).

Outra coisa que está super in é meia-calça, seja colorida, com estampa, textura diferenciada, com saia, short ou vestido. Eu acho lindo e decidi comprar, apostei no pretinho básico por ser a primeira vez, mas com um desejo enorme de ter ficado com a xadrez roxinha (que era fofa!). Chegando em casa tive a grande decepção, ficou horrível! Eu sou gorda e achei que isso não seria problema, pois vejo tantas gordinhas por aí usando, mas minha perna ficou parecendo uma coxinha de galinha esmagada. Resultado: vendi a meia-calça no mesmo dia que comprei. E o incrível é ver como as pessoas mentem, principalmente se forem da sua família, porque mesmo olhando a coxa de galinha esmagada tiveram a cara-de-pau de dizer que estava bonito.

Enfim... estou falando disso porque fiquei boba com uma foto da Beth Ditto (vocalista da banda de indie rock The Gossip) que saiu na Gloss deste mês. Eu gosto da atitude e da personalidade dela, adoro ALGUMAS de suas combinações e acho que ela tem todo o direito de usar o que quiser. Ela é gorda e nem por isso deixa de usar o que gosta. Na tal foto ela está com uma meia-calça rosa (com coxas de galinha esmagada!) e camisetão (que eu amei) e a Gloss adorou o visu da moça!
Resumindo:
  • Beth Ditto com meia-calça que deixa suas coxas parecendo de galinha esmagada: in!
  • Viviane Freitas com meia-calça que deixa suas coxas parecendo de galinha esmagada: HAHAHAHAHA, nem tente sair de casa ou será alvo de piadinhas pelo bairro.

Só não vou usar porque realmente não me senti à vontade, porque estar na moda é antes de tudo se sentir bem, eu não importo com as piadinhas, uso o que eu quero e pronto! Só quis destacar que algumas pessoas são tão alienadas pela mídia que se a Ivete Sangalo pendurar uma melancia no pescoço irão amar e aplaudir de pé, mas se a vizinha fizer o mesmo será encaminhada para o manicômio. Dois pesos e duas medidas.

Sobre moda, na minha opinião, só tem uma lei: Ouse e seja feliz! (e o resto que se dane).

Um beijo e um abraço!


*Pode parar de rir do meu brinco.
*Este é o clássico post "tô sem assunto e não quero deixar de postar". Estou preparando um texto sobre os livros que andei lendo e postarei aqui.
*O blog não é específico sobre algum assunto, então volta e meia surgirão coisas desse tipo de hoje.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

O que você salvaria?

Sábado assisti um filme chamado "Casa comigo?" (sim, comédia romântica, filme de mulherzinha, mimimi e blábláblá, mas eu gosto, ok?) e uma pergunta me deixou pensativa:

"Se sua casa estivesse pegando fogo e você só tivesse 60 segundos, o que você salvaria?"

Pode parecer bobo, mas as respostas que mais ouvi para a pergunta foram de coisas com alto valor material, o que também faz sentido. Mas será que é apenas isso? Será que não temos nada cuja lembrança valha mais do que o dinheiro? Confesso que fiquei pensando por muito tempo até decidir o que responderia. Pensei em salvar alguns livros, porém não daria tempo de salvar todos e não tenho nenhum que seja assim tão especial. Também pensei que poderia salvar meu computador, só que eu estaria apenas pensando no material já que praticamente tudo que tenho nele eu posso conseguir novamente, pois sempre faço back-up. Então me lembrei de algo que há muito tempo eu nem chegava perto e sabia que tinha que ser aquilo.

Eu sou muito sentimental, adoro demonstrar e receber carinho, sempre que posso estou tentando surpreender as pessoas que gosto e algumas vezes eu recebi isso de volta também. Tenho uma caixinha onde guardo as minhas lembranças mais especiais, lá dentro tem cartões que recebi, fotos, presentinhos fofos, cartas que nunca tive coragem de enviar, cartas que recebi de amigos queridos (eu adoro escrever cartas, as pessoas deveriam deixar o e-mail um pouco de lado e investir nisso, cartas são quentes e mostram um cuidado especial), papel de carta, bilhetinhos de conversa em sala de aula e tantas outras coisinhas! Uau... eu amo minha caixinha e tinha esquecido disso!Fico um tempo sem querer chegar perto dela por mexer demais comigo, me faz voltar no tempo e lembrar não só de coisas boas, algumas lembranças imediatamente fazem lágrimas brotarem nos olhos e dói. É difícil pensar que algumas coisas boas perdemos por culpa de nossas atitudes erradas, por causa do medo de expor nossos sentimentos. Mas, mesmo com tudo isso, eu prefiro salvar a minha caixinha de lembranças. Parte da minha história está contada ali dentro e de tudo sempre fica algum aprendizado, sou o que sou hoje porque passei por cada situação ali lembrada.
A minha caixinha ainda tem espaço para muitas lembranças e eu desejo sempre ter algo mais para acrescentar, desejo sempre conhecer pessoas que fiquem eternizadas em minha vida e quero viver momentos que mereçam uma foto registrada no meu cantinho especial.

E você, o que salvaria?

Um beijo doce para todos!

*A caixinha da foto não é a minha, achei essa na internet e coloquei só para ilustrar.
*O filme que citei passa quase todo na Irlanda, o lugar que mais amo! Então vale a pena ver nem que seja apenas para admirar as paisagens.
*Eu já dei a dica, adoro cartas, podem mandar! :P

domingo, 8 de agosto de 2010

1 iPad ou 100 livros?


Promoção no Skoob, pessoal!

Taí uma ótima oportunidade de ter o tão sonhado iPad ou encher sua biblioteca com 100 livros novinhos com aquele cheirinho bom. Para participar basta ser membro do Skoob. Quer mais cupons para ter mais chances de ganhar? Convide seus amigos!
O que eu escolhi?
100 livros!
Adoro tecnologia, quero ter um iPad sim, mas ganhar 100 livros de uma só vez seria um sonho. Além disso o iPad seria uma opção muito egoísta já que só eu usaria. Rechear minha biblioteca significa que muitos outros terão oportunidade de ler também, pois eu vivo emprestando meus livros queridos.
Comprar um livro, ler uma só vez e depois aposentá-lo é um crime! Deveria ter alguma lei sobre isso.

Bom domingo e feliz dia dos pais ;)
BeijO*

domingo, 22 de agosto de 2010

Meu primeiro artigo!

Boa noite!

Tive uns dias complicados, mas hoje estou aqui para trazer uma boa notícia: meu primeiro artigo foi publicado!

Em 2008 quando participei da 60ª Reunião Anual da SBPC na Unicamp eu conheci o editor do Jornal Mundo Jovem e ele pegou meus telefones e e-mail e disse que entraria em contato caso surgisse alguma matéria envolvendo Matemática. Eu nem lembrava mais disso e não esperava que 2 anos depois eles ainda teriam meus dados guardados. Então, quando menos se espera eis que surge a oportunidade!
Em junho deste ano o Jornal me convidou para escrever um artigo sobre Etnomatemática! Fiquei feliz com o convite, mas quis recusar por não ser a minha área de pesquisa. Escrever sobre algo novo demanda tempo e dedicação, duas coisas que eu não sabia se ia conseguir ter naquele período. Conversei com alguns amigos e todos me incentivaram a aceitar o desafio e como eu comecei este ano de 2010 dizendo que diria mais SIM para as oportunidades eu decidi aceitar. Foi difícil parar para estudar sobre o assunto, mas foi uma experiência válida. Aproveito para agradecer ao magnus, meu guru da língua portuguesa, que ficou horas me ajudando pelo msn e por e-mail a deixar o texto mais bonitinho.
O artigo foi publicado na edição de Setembro, quem quiser conhecer mais do jornal clique aqui .

Quando recebi o jornal em casa fiquei contente, mas meu coração ficou apertadinho também. Sabe quando algo bom acontece e você não consegue ficar 100% feliz como gostaria? Eu me sinto assim por achar que meu trabalho não ficou tão bom quanto deveria e sei que existem 300 pessoas mais capacitadas que poderiam ter feito melhor. Sei que foi meu primeiro trabalho e que isso deve ser levado em consideração, mas toda vez que leio tenho vontade de mudar tudo! :(

Com tudo isso acho que o saldo dessa história é positivo, afinal eu estudei, escrevi e publiquei. Não estou 100% satisfeita, mas sei que isso pode ser o pontapé inicial para oportunidades de escrever na minha área de pesquisa atual que é EaD - Educação à distância. E que venham outros convites!

--

Fiquei ausente do blog umas semanas porque tive uma crise horrível de sinusite e isso atrasou toda minha vida. Eu estava colocando meu trabalho em dia e hoje finalmente pude sentar aqui com calma e escrever.

--

Sobre a postagem da música do post anterior: eu NÃO estou apaixonada! rs... Bem que eu queria!
Eu só gosto muito do trabalho do Jamie e também sou uma romântica assumida. Mesmo não tendo a quem dedicar meu amor...

--

Um super beijO*
Viviane

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Uma bela canção

Jamie Cullum - What A Difference A Day Made


Porque o Jamie é meu baixinho favorito!

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Moda: Ouse e seja feliz!

Hoje em dia quando o assunto é moda o que vale é a criatividade, eu mesma adoro misturar cores e usar acessórios diferentes. Ontem eu passei no shopping e fiquei encantada com um par de brincos de zíper (que minha mãe quando viu me chamou de louca e quando eu disse o preço quis me matar), não resisti e comprei. Veja aí a foto:

Talvez você esteja duvidando da minha sanidade mental neste momento, mas eu sinceramente achei bonitinho, adoro coisas diferentes! (minha mãe ainda aposta que eu não terei coragem de usar).

Outra coisa que está super in é meia-calça, seja colorida, com estampa, textura diferenciada, com saia, short ou vestido. Eu acho lindo e decidi comprar, apostei no pretinho básico por ser a primeira vez, mas com um desejo enorme de ter ficado com a xadrez roxinha (que era fofa!). Chegando em casa tive a grande decepção, ficou horrível! Eu sou gorda e achei que isso não seria problema, pois vejo tantas gordinhas por aí usando, mas minha perna ficou parecendo uma coxinha de galinha esmagada. Resultado: vendi a meia-calça no mesmo dia que comprei. E o incrível é ver como as pessoas mentem, principalmente se forem da sua família, porque mesmo olhando a coxa de galinha esmagada tiveram a cara-de-pau de dizer que estava bonito.

Enfim... estou falando disso porque fiquei boba com uma foto da Beth Ditto (vocalista da banda de indie rock The Gossip) que saiu na Gloss deste mês. Eu gosto da atitude e da personalidade dela, adoro ALGUMAS de suas combinações e acho que ela tem todo o direito de usar o que quiser. Ela é gorda e nem por isso deixa de usar o que gosta. Na tal foto ela está com uma meia-calça rosa (com coxas de galinha esmagada!) e camisetão (que eu amei) e a Gloss adorou o visu da moça!
Resumindo:
  • Beth Ditto com meia-calça que deixa suas coxas parecendo de galinha esmagada: in!
  • Viviane Freitas com meia-calça que deixa suas coxas parecendo de galinha esmagada: HAHAHAHAHA, nem tente sair de casa ou será alvo de piadinhas pelo bairro.

Só não vou usar porque realmente não me senti à vontade, porque estar na moda é antes de tudo se sentir bem, eu não importo com as piadinhas, uso o que eu quero e pronto! Só quis destacar que algumas pessoas são tão alienadas pela mídia que se a Ivete Sangalo pendurar uma melancia no pescoço irão amar e aplaudir de pé, mas se a vizinha fizer o mesmo será encaminhada para o manicômio. Dois pesos e duas medidas.

Sobre moda, na minha opinião, só tem uma lei: Ouse e seja feliz! (e o resto que se dane).

Um beijo e um abraço!


*Pode parar de rir do meu brinco.
*Este é o clássico post "tô sem assunto e não quero deixar de postar". Estou preparando um texto sobre os livros que andei lendo e postarei aqui.
*O blog não é específico sobre algum assunto, então volta e meia surgirão coisas desse tipo de hoje.

terça-feira, 10 de agosto de 2010

O que você salvaria?

Sábado assisti um filme chamado "Casa comigo?" (sim, comédia romântica, filme de mulherzinha, mimimi e blábláblá, mas eu gosto, ok?) e uma pergunta me deixou pensativa:

"Se sua casa estivesse pegando fogo e você só tivesse 60 segundos, o que você salvaria?"

Pode parecer bobo, mas as respostas que mais ouvi para a pergunta foram de coisas com alto valor material, o que também faz sentido. Mas será que é apenas isso? Será que não temos nada cuja lembrança valha mais do que o dinheiro? Confesso que fiquei pensando por muito tempo até decidir o que responderia. Pensei em salvar alguns livros, porém não daria tempo de salvar todos e não tenho nenhum que seja assim tão especial. Também pensei que poderia salvar meu computador, só que eu estaria apenas pensando no material já que praticamente tudo que tenho nele eu posso conseguir novamente, pois sempre faço back-up. Então me lembrei de algo que há muito tempo eu nem chegava perto e sabia que tinha que ser aquilo.

Eu sou muito sentimental, adoro demonstrar e receber carinho, sempre que posso estou tentando surpreender as pessoas que gosto e algumas vezes eu recebi isso de volta também. Tenho uma caixinha onde guardo as minhas lembranças mais especiais, lá dentro tem cartões que recebi, fotos, presentinhos fofos, cartas que nunca tive coragem de enviar, cartas que recebi de amigos queridos (eu adoro escrever cartas, as pessoas deveriam deixar o e-mail um pouco de lado e investir nisso, cartas são quentes e mostram um cuidado especial), papel de carta, bilhetinhos de conversa em sala de aula e tantas outras coisinhas! Uau... eu amo minha caixinha e tinha esquecido disso!Fico um tempo sem querer chegar perto dela por mexer demais comigo, me faz voltar no tempo e lembrar não só de coisas boas, algumas lembranças imediatamente fazem lágrimas brotarem nos olhos e dói. É difícil pensar que algumas coisas boas perdemos por culpa de nossas atitudes erradas, por causa do medo de expor nossos sentimentos. Mas, mesmo com tudo isso, eu prefiro salvar a minha caixinha de lembranças. Parte da minha história está contada ali dentro e de tudo sempre fica algum aprendizado, sou o que sou hoje porque passei por cada situação ali lembrada.
A minha caixinha ainda tem espaço para muitas lembranças e eu desejo sempre ter algo mais para acrescentar, desejo sempre conhecer pessoas que fiquem eternizadas em minha vida e quero viver momentos que mereçam uma foto registrada no meu cantinho especial.

E você, o que salvaria?

Um beijo doce para todos!

*A caixinha da foto não é a minha, achei essa na internet e coloquei só para ilustrar.
*O filme que citei passa quase todo na Irlanda, o lugar que mais amo! Então vale a pena ver nem que seja apenas para admirar as paisagens.
*Eu já dei a dica, adoro cartas, podem mandar! :P

domingo, 8 de agosto de 2010

1 iPad ou 100 livros?


Promoção no Skoob, pessoal!

Taí uma ótima oportunidade de ter o tão sonhado iPad ou encher sua biblioteca com 100 livros novinhos com aquele cheirinho bom. Para participar basta ser membro do Skoob. Quer mais cupons para ter mais chances de ganhar? Convide seus amigos!
O que eu escolhi?
100 livros!
Adoro tecnologia, quero ter um iPad sim, mas ganhar 100 livros de uma só vez seria um sonho. Além disso o iPad seria uma opção muito egoísta já que só eu usaria. Rechear minha biblioteca significa que muitos outros terão oportunidade de ler também, pois eu vivo emprestando meus livros queridos.
Comprar um livro, ler uma só vez e depois aposentá-lo é um crime! Deveria ter alguma lei sobre isso.

Bom domingo e feliz dia dos pais ;)
BeijO*