About

Blogger news

Estou Lendo!

Visitantes!

Receba novidades no e-mail!

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Snag a button


Parceiros

">Selo By Bruna Kitty

Meu Cantinho de leitura

Followers

About me

Minha foto
Professora de Matemática do Estado do RJ e do Município do Rio de Janeiro; tutora presencial do CEDERJ; pós-graduanda em Planejamento, Gestão e Implementação da EaD pela UFF.

domingo, 31 de outubro de 2010

Momento Becky Bloom #2

Confesso que não cumpri minha promessa de não gastar mais em outubro! Mas a culpa é única e exclusivamente do meu cartão VISA. POR QUE aumentaram meu limite? Isso é uma palhaçada...
Vamos lá!


      Editora: Intrínseca
Eu conheci esse livro através da foto do blog da Nat Puga e achei a capa muito bonita. Um belo dia a Nine posta no Twitter que ele estava em promoção por R$ 5,49 nas Lojas Americanas. Então eu decidi comprar e arriscar, parece ser um livro bem louco, quem leu diz que de fofo ele só tem a capa! Vamos ver ;)



2 - Ame o que é seu - Emily Giffin
     Editora: Novo Conceito

Li várias resenhas do "Ame o que é seu" e fiquei super curiosa pra ler. Não estava com a intenção de comprar, mas aconteceu um fato curioso. Eu pesquisei sobre ele ontem de manhã na net e vi alguns sites vendendo com a bolsinha de brinde. Fui na Saraiva ontem e de repente ele surgiu bem na minha frente e com a bolsinha! Eu não fiquei caçando, foi super do nada. Entendi isso como um sinal (rs). Comprei. Não resisti e já comecei a ler. Estou amando a história!



     Editora: Novo Século
Um livro bem polêmico que dividiu as opiniões pela blogosfera. Uns amam, outros odeiam. Então eu tenho que ler e tirar minhas próprias conclusões. O ruim é que é mais uma série! E mesmo se for ruim, eu me conheço e sei que vou querer os outros, quem sabe a história melhore, né? Vamos torcer pra ser bom.
Obs.: Sei que poderia ter comprado os livros por bem menos na internet, mas nada tira o prazer de estar na livraria, de pegar, de escolher... Passei um fim de tarde maravilhoso! Valeu a pena :)

Meus  livrinhos novos :)

Marcadores: Aproveitei a visita nas livrarias para pegar vários marcadores! Foram 22, rs... Repetidos para troca: Beijada por um anjo, Tropa de Elite, Perfeitos (com o homem), Beijada por um anjo - A força do amor e Halo (é lindo!). Se alguém quiser trocar, entra em contato.

Marcadores para troca (O flash estragou a foto, mas sem ele ficou pior)

BeijO*

*Atualizando: Agora só tenho marcadores de Halo, Beijada por um anjo - livro 1 (o azul) e Tropa de Elite!
 **Atualizando: Marcadores trocados! Valeu, pessoal! Até o próximo ataque ao pote de marcadores de alguma livraria :D 

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Ler Faz Crescer

Olá! Hoje é um post bem rapidinho só para divulgar a campanha "Ler faz crescer" da Fundação Itaú Social.
Mês passado recebi um e-mail de uma aluna divulgando a campanha e desconfiei, livro grátis sempre tem jeito de ser vírus, mas depois que vi a movimentação no Twitter percebi que era verdade!
A Fundação Itaú Social vai doar 8 milhões de livros infantis porque acredita que incentivar o gosto pela leitura é uma forma de mudar a história de muitas crianças.
Concordo plenamente com isso! Crianças devem fazer parte do mundo mágico da Literatura desde cedo, mesmo antes de ler! 
A distribuição dos livros é gratuita, basta se cadastrar no site Ler Faz Crescer  .
Você recebe 4 livrinhos e assume o compromisso de ler para alguma criança e depois repassar para que outras pessoas façam o mesmo. Os meus livros chegaram ontem! O carteiro amassou um deles (pra variar, rs).
 
BeijO*

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Todas as estrelas do céu

Qual opção se deve escolher quando não se tem nenhuma?
Todas as estrelas do céu - Página 101

Nós matemáticos gostamos de definições, em geral não sabemos lidar muito bem com questões cujo significado é relativo, mas tentarei aqui falar sobre o Amor, sentimento que pode ser experimentado e vivido de n maneiras distintas sem perder suas principais características.
 
O livro Todas as estrelas do céu (Editora Novas Ideias), que aqui chamarei de Todas para facilitar, do queridíssimo Enderson Rafael traz a polêmica do amor entre irmãos. Incesto? Não, Leandro e Carol não são irmãos de sangue, ele foi adotado assim que nasceu pelos pais de Carol e foi criado da mesma maneira que os filhos legítimos, com o mesmo tratamento, com o mesmo amor.

Nessas horas que dá uma vontade de louca de "pegar o coração pelo pescoço" e gritar "POR QUE??". Com mais de 6,5 bilhões de habitantes no planeta, por que logo eles que são "irmãos" tiveram que ser flechados pelo nosso amigo cupido?

Sei que não há o laço sanguíneo para impedir esse relacionamento, mas entendo totalmente o choque dos pais quando descobriram que seus "dois" filhos estavam namorando! Com certeza eles nunca cogitaram essa possibilidade, mesmo com os sinais claros de uma amizade maior do que deveria ser, para eles era apenas coisa de irmão. É difícil compreender essa situação, afinal sempre achamos que histórias assim só podem acontecer em filmes ou com os filhos dos outros.

Se fosse apenas o choque dos pais, o problema de Leandro e Carol estaria resolvido. Mas aí entram em questão os fatores que ao mesmo tempo que controlam, geram os grandes problemas da humanidade: os valores, as tradições, o que é o "normal" perante a sociedade e as questões religiosas. Tudo que citei está relacionado apenas ao que o outro vai achar e com as leis que um determinado grupo impõe como verdades absolutas, em nenhum momento são consideradas as particularidades de cada indivíduo. Nem sempre podemos fazer tudo que queremos, nem sempre podemos falar a primeira coisa que vem na nossa mente, isso é necessário para viver em comunidade, mas também é se anular em função do que os outros pensam. Eu senti que se fosse apenas pelo sentimento dos pais, eles acabariam aceitando o relacionamento dos filhos, mas as questões que citei acima tiveram um peso muito grande na decisão deles. E eu não os julgo por isso... Também não estou dizendo que concordo com as atitudes tomadas por eles no livro, até porque algumas coisas extrapolaram os limites e as consequências não foram boas. 

Nem me imagino vivendo uma situação assim, não sei como reagiria, talvez fizesse tudo diferente dos pais de Carol, talvez agisse da mesma maneira, é muito fácil apontar os erros dos outros, ainda mais numa situação que você nem sonha que possa acontecer na sua casa.

Mas não pense você que para Leandro e Carol foi fácil aceitar que estavam apaixonados. Eles também se sentiram culpados e tentaram evitar, só que quando é amor e é correspondido se torna humanamente impossível esconder. Quem sou eu pra duvidar da veracidade do amor dos dois? Quando o assunto é amor, só posso pensar em uma frase: "o coração tem razões que a própria razão desconhece".

O "Todas" é um livro que tem essa característica adolescente e ao mesmo tempo nos faz refletir sobre questões tão complexas! Achei a leitura muito agradável, me diverti e me emocionei com as histórias de Leandro e Carol. 

Como eu disse na resenha do Skoob, a única coisa que não gostei foi o final. Só pra variar... rs. Desculpe, Enderson, mas nós leitores somos abusados e sempre queremos o final do nosso jeitinho. Não vou entrar em detalhes para não apanhar por ser spoiler. Então leia e depois me conte o que achou ;)

A Carol gosta muito de escrever poesias, e é uma dessas que dá o nome ao livro. Segue um trechinho:

(...)
Pequenina e frágil, aguardo por vossa caridade, estrelinhas.
Se uma de vós se apaixonasse pelo Sol,
me entenderia.
Mas Deus foi justo convosco, e nunca divides o firmamento com ele.
À mim, no entanto, não foi dada a mesma graça, e acabei por amá-lo.
(...)
Todas as estrelas do céu - Página 48

Como gosto muito de poesia, sempre fico por aí pesquisando e lendo várias. Quando vi uma da Eliane Azevedo pensei que também seria perfeita para a Carol, e poderia muito bem ter sido escrita por ela:

Não me culpe se meu corpo tem vontade própria,
se meu desejo desconhece o “dever ser” ou “deveria ser”!
O desejo não tem regras.
O corpo não tem regras.
O amor não tem regras.
A vida não tem regras.
O que eu tiro disso tudo?
Que não há nada mais urgente que viver!
E, sinceramente, eu tenho pressa!

Em suas cartas, Carol se despede dedicando ao seu amado todas as estrelas do céu:

"Daqui a pouco vai escurecer e nossas cúmplices estarão reinando absolutas no firmamento, elas que sempre guardaram, silenciosas, nossos segredos... Então, meu amor, confiemos também à elas nosso destino, nossa vida, nosso insistentemente eterno e lindo amor. A ti, meu amado, todas as estrelas do céu... Caroline Fraga, 03/dez/1999"
Todas as estrelas do céu - Página 155

Outro detalhe muito interessante é o cuidado e o carinho que tiveram ao publicar o livro, eu disse quando comprei que ele é lindo e volto a repetir: o livro é lindo! Todos os capítulos são personalizados com desenhos das constelações, o livro é cheio de estrelinhas lindas pelas páginas :)

É legal ver que o Enderson criou personagens muito reais, com conflitos típicos da idade, que cometem erros como todo adolescente normal. Vale a pena ler e se encantar com o mistério da descoberta desse amor nada convencional. E por se passar no final de 1999 somos levados a lembrar de alguns sucessos da época, como o seriado Dawson's Creek e as músicas de Britney Spears. Gostei muito das descrições dos lugares, mesmo sem conhecer já posso dizer que amo Florianópolis e Teresópolis.

A vocês, queridos amigos, todas as estrelas do céu...
BeijO*

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Filme: "A última música"

Prometo que será a última vez que cito "A última música" aqui, já enchi o saco de vocês com isso. Mas preciso completar meu comentário com as impressões sobre o filme. Sei que não devo comparar filmes aos livros, mas é inevitável!
O que achei? Péssimo! Não me comoveu nem um centésimo do que o livro comoveu.
Me diz: Cadê as mechas roxas da Ronnie? Cadê o pai preocupado que surpreendeu a filha com a sua maneira de entender as decisões dela? Cadê o Steve lendo a Bíblia e entendendo o significado verdadeiro de estar em contato com Deus? Tiraram as principais lições que o livro me passou! 
Will e Ronnie

Steve
Não gostei da escolha do ator que fez o Steve, o Greg Kinnear, imaginava o cara mais velho um pouco, com o cabelo meio grande e tal, com mais cara de músico!  O cara parece mais um surfista.
Acho que o filme enfatizou demais o relacionamento de Ronnie com Will, deveria ter valorizado mais a relação com o pai. Tanto que ao procurar uma imagem dela com o pai no Adoro Cinema eu não encontrei, só tem ela com o namorado!
E o que dizer da Miley Cyrus no papel da Ronnie? Ainda vejo muito da Hannah Montanna...

Will e Ronnie
Outro detalhe, vi o filme na maior expectativa da cena que o Steve constrói uma parede na sala para esconder o piano e a filha não ficar chateada.... e nada! Não teve isso! Aliás, achei a relação dela com o piano até amistosa, o livro enfatiza que ela odeia e não quer chegar perto.

Blaze
Ronnie e Jonah
Chega de falar mal... pontos positivos: Adorei a escolha da Carly Chaikin para o papel da Blaze, ela é linda e  diferente do jeito que a Blaze precisava  ser.
O menino Jonah interpretado por Bobby Coleman foi o que mais me emocionou no filme, ele é esquisitinho na medida certa, uma criança especial. E a relação dele com a Ronnie após ficarem sabendo da doença do pai foi muito bonita de se ver, gostei.
Ah, é claro que o filme é ambientando em um lugar maravilhoso e rendeu ótimas cenas com belíssimas paisagens.
 

 Eu sei que filmes baseados em livros geralmente decepcionam, mas mesmo assim esperava mais desse. Fui assistir preparada para chorar e NADA, nem uma gotinha.
Claro que minha opinião seria outra se eu não tivesse lido, minha cunhada que só assistiu adorou e até chorou. Porém eu achei que ficou faltando algo mais.
Tirando as comparações com o livro, o filme é legal, é um romance adolescente que tem mais que do conflitos de jovens apaixonados.

Assim encerro as atividades e comentários sobre "A última música". Não me crucifiquem por não ter gostado do filme, rs, mas é ruim ter muitas expectativas, a probabilidade de quebrar a cara aumenta proporcionalmente.

BeijO*

sábado, 16 de outubro de 2010

Impressões

Mudei mais uma vez. Quem passou por aqui viu um layout rosa muito bonitinho, mas eu não gostei do resultado final quando colocado aqui no blog. Os lays prontos desconfiguram tudo que você já tem! Sou daquelas que editam a postagem mil vezes até ficar razoavelmente bonitinha e ver tudo torto estava me deixando louca. Então resolvi optar por algo mais simples mesmo, padrão do Blogger que não dá dor de cabeça. E quer saber? Gostei muito desse resultado que vocês estão vendo agora! Tem muito mais a cara do meu cantinho.

 **

Hoje não estou me sentindo bem. Sabe quando o coração fica apertadinho? Quando existe algo incomodando que não conseguimos identificar? Pois é, tô assim. E não gosto nada de me sentir desse jeito, gosto de ter o controle. Uma mistura de saudade, com solidão, medo e pânico. Talvez seja algum reflexo de todas as coisas que eu pensei ontem depois da leitura do Sparks...

**

Vou repetir aqui o que eu coloquei no Skoob hoje, Nicholas Sparks me surpreendeu. Há MUITO tempo eu não choro com um livro. Sou daquelas meninas que se fazem de forte, sabe? 
Quase desisti do livro! No começo achei tudo paradinho e demorado demais. Por não ser meu estilo de leitura preferido, A Última Música rolou por semanas aqui.
Mas a história de Ronnie e seu pai me surpreendeu do meio para o fim... li as últimas 100 páginas em questão de horas e chorando sem parar. Tive que deixar a caixinha de lenços do meu lado! A história é envolvente e o final te deixa sem palavras. Para quem ainda tem dúvida, leia, vale a pena insistir mesmo que o comecinho seja meio arrastado.
Vou ver o filme assim que eu puder, mas antes tenho que comprar mais lenços, já sei que vou chorar de novo!
E por que mexeu tanto comigo? Porque fala de A M O R. Amor em vários sentidos, de amigo, de pai, de irmão, de amante... E por  me fazer reviver um dos momentos mais tristes da minha vida e da minha família.
Estou sensível.
Quero colo.

**

Comecei a ler o "Todas as estrelas do céu" e digo que já me sinto feliz por ser um romance entre adolescentes humanos, sem anjos, vampiros, elfos e companhia. Não que eu não goste, pelo contrário, ADORO. Mas estava precisando de uma história assim, que mostre a possibilidade de um amor nascer mesmo onde ninguém imaginaria e com pessoas que cometem falhas como todos nós, sem poderes especiais, apenas com o coração aberto para sentir todas as emoções. O livro é pequeno e devo terminar hoje ainda ou amanhã, então não vou me precipitar em dar uma opinião que vem se formando, talvez aconteça algo que realmente mude tudo. Ah, a opinão é  boa, o livro é bem legal ; )

**

Hoje eu me permiti fazer um momento 'mimimi' aqui no blog.
Não esqueci da segunda parte do Desafio "Praticando o Desapego", se der eu posto amanhã, preciso concluir a lista e organizar as fotos. 

BeijO*

domingo, 10 de outubro de 2010

Momento Becky Bloom #1

Sempre quis ter colunas fixas aqui no blog (porque isso ajuda em períodos sem inspiração e eu não ficaria meses sem postar) e decidi começar com uma inspirada no "Correio" que muitos blogs por aí já fazem.
O Momento Becky Bloom será para compartilhar com vocês as minhas comprinhas do mês (sim, porque eu vou parar de comprar coisinhas toda semana!).

Comprinhas de Outubro:


Não poderia ser um item melhor que este para começar a coluna: DVD do filme "Os delírios de consumo de Becky Bloom". Quem me conhece sabe que sou apaixonada pela Becky e o quanto adoro os livros da série. Somos parecidas demais, mas pelo menos eu só compro o que posso pagar :P
Me identifico muito com trechos do livro, mas o filme é um pouquinho diferente porque é um resumão de dois livros da série, então deixou a desejar em alguns aspectos, mas nem por isso deixa de ser bom, é que quem lê os livros sempre espera mais do filme.
No livro são citadas cenas onde a Becky se vê comprando cartões personalizados (adoro esse trecho) sem a menor necessidade só porque achou bonito e pensa que poderão ser úteis algum dia! Cara, eu faço isso também! Adoro coisas fofas como cartões, papel de carta, adesivos, envelopes, caixinhas. Acho que isso é muito útil, afinal quando eu for mandar uma carta ou dar um presente já terei tudo que preciso em casa!
Voltando o filme... Comprei o DVD porque estou utilizando a Becky na escola nas aulas de Educação Financeira (vê se pode, eu, a consumista, ensinando a economizar.. ironias do destino rs). Eu estava gastando muito com a locação, alugar um filme tá saindo caro demais, então resolvi comprar, pois com certeza será útil em outros anos!




O segundo item da minha comprinha de Outubro foi o livro mega esperado por todos os fãs da Martha Medeiros que é o Fora de Mim da Editora Objetiva.
Sou apaixonada pela Martha há muito tempo, sempre acompanho suas crônicas nos jornais, na internet, sou leitora assídua de seu blog. Adoro a Martha cronista, a Martha poetisa, a Martha escritora de ficção, a Martha mulher!
Compartilhamos do mesmo ponto de vista sobre vários assuntos, acho bárbara a maneira como ela cria personagens femininas tão reais, tão transparentes e tão mulheres. Sim, mulheres! Mulheres de verdade, daquelas que não têm medo de expor os sentimentos e encarar a vida.
O meu exemplar do Divã está todo grifado, porque a Mercedes é incrível! Pelo comecinho da história do Fora de mim que li deu pra perceber que também será um livro daqueles!!
Ahhh... estou encantada com o livro! Ele é lindo demais, estou louca para ler, mas tenho leituras pendentes e não quero mais ficar com várias leituras simultâneas. Assim que eu ler venho comentar aqui com vocês!



E para fechar o pacotinho de Outubro, Todas as Estrelas do céu - Editora Novas Ideias, um livro que eu queria muito há muito tempo e que passei a querer mais desde que conversei com o queridíssimo Enderson Rafael pelo Twitter.
Conheci o Enderson através dos blogs literários que acompanho pela campanha do Três céus, seu novo romance ainda sem editora. Li trechinhos da história e fiquei encantada com o jeito dele escrever. E como todas as resenhas do Todas as estrelas do céu que li são maravilhosas vi que já era a hora de comprar o meu exemplar.
Foi mais uma paixão à primeira vista! O livro é simplesmente lindo, o design é maravilhoso e eu estou encantada com ele! Até minha mamãe querida disse: "Que livro bonito" (e olha que ela é a que mais reclama por eu comprar tantos livros).
Estou ansiosa para começar a ler e quero fazer isso o mais breve possível, assim que eu terminar o livro do Sparks, aí comentarei aqui.



A caixa da Saraiva nunca chegou tão levinha e magrinha aqui, os livros são fininhos, mas fantásticos! Deu pra perceber que os dois são de autores nacionais, né? Temos muitos talentos aqui na nossa Pátria Amada e devemos começar a valorizá-los mais.

Este foi o primeiro Momento Becky Bloom aqui do blog e muitas novidades vão pintar até o fim de 2010. Espero me controlar e não comprar mais nada este mês para poder me dar um super presente de Natal : )

BeijO*

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Comer Rezar Amar


Elizabeth (Julia Roberts) descobre que sempre teve problemas nos seus relacionamentos amorosos. Um dia, ela larga tudo, marido, trabalho, amigos, decidida a viver novas experiências em lugares diferentes por um ano inteiro. E parte para Itália, Índia e Bali, para se reencontrar numa grande viagem de auto-conhecimento. (by Adoro Cinema)
Em janeiro deste ano eu comprei o livro Comer Rezar Amar de presente de aniversário para minha prima Vanessa e fiquei de pegar emprestado para ler e nunca deu tempo! O tempo passou e quando eu menos esperava eis que me aparece um filme baseado no livro. Eu não gosto de assistir antes de ler, mas não resisti e fomos ver ontem.
O filme é uma deliciosa surpresa. Julia Roberts está cada vez mais linda (para ela a idade só tem ajudado) e está perfeita no papel da Liz.
Gostei especialmente de algumas cenas:
  • Logo no comecinho do filme quando ela conversa com amiga Delia (Viola Davis) sobre filhos e a Delia diz que é como fazer uma tatuagem no meio cara, tem que ter muita certeza porque não tem como voltar atrás;
  • Quando Liz vai para Nápoles com a amiga sueca que eu esqueci o nome e fala sobre o prazer de comer sem culpa e que na verdade os homens não se importam com o "buchinho";

  • A cena maravilhosa do Felipe (Javier Bardem) indo buscá-la enquanto ela está lendo para um beijo daqueles! Achei lindo os dois estarem lendo juntos, um em cada canto. Coloquei fé na relação dos dois justamente porque vi que apesar do forte desejo um pelo outro eles souberam aproveitar pequenas coisas e não apenas o sexo.

Tá bom, vou parar antes que eu conte o filme todo!

Só não gostei do brasileiro do livro, o Felipe, ser interpretado por um espanhol, o Javier Bardem. Absolutamente NADA contra o Javier, mas seria uma ótima oportunidade para nossos talentos nacionais que são tantos. Afinal o mundo precisa conhecer outros atores além do Rodrigo Santoro! Bom, pelo menos eles não cortaram as músicas brasileiras!

O filme me agradou muito e me identifiquei com a personagem, sempre tive vontade de viajar por um ano por aí, conhecendo pessoas diferentes e aprendendo com cada cultura. A Liz encontrou pessoas de todo o tipo, fez amizades incríveis e ainda encontrou um novo amor. Não poderia ter um final mais feliz, né?

A Elizabeth Gilbert lançou recentemente Comprometida que é a continuação dessa história. Então, aguardem os próximos capítulos ;)

BeijO*

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Praticando o desapego - Parte 1

A revista Criativa de setembro trouxe uma matéria muito legal na coluna Estilo de Vida chamada DESAPEGO JÁ! (por Luciana Florence), onde foi lançado um desafio para duas pessoas famosas: abrir mão de 50 coisas em uma semana. O objetivo é mostrar que é possível viver com menos. Vou copiar aqui como o desafio foi elaborado:
O DESAFIO


Meta: desfazer-se de 50 itens
Regra: objetos iguais (por exemplo: cinco meias) contam como um item
Prazo: uma semana


O desafio foi inspirado no livro Jogue fora 50 coisas, da Gail Blanke. Não sou fã desse estilo "auto-ajuda", mas este me pareceu interessante e devo comprar em breve. A ideia do livro é ajudar a deixar para trás arrependimentos e coisas do passado.

Gostei tanto da ideia que topei o desafio! Eu sou a rainha do cacareco, vou comprando, comprando, comprando e entulhando em casa. Tenho pena de me desfazer, sou muito ligada a cada bagulhinho que tenho no meu quarto, então mesmo as coisas mais banais da minha lista de certa forma são (eram, rs) especiais.

Tenho uma semana de prazo para concluir o desafio, mas em uma só noite eu já consegui reunir 36 coisas! Amanhã eu vou separar algumas roupas e completar a tarefa. Dá pra notar pela minha lista que eu ainda estou resistente, tanto que escolhi coisas que realmente não me servirão mais pra nada, mas acredito que o "desapego" é um processo e deve começar assim mesmo, com pequenas coisas. O meu quarto ficou até mais leve depois dessa limpeza!
Vale destacar que devemos dimunuir o nosso lixo! Reciclar tudo que for possível, doar o que ainda pode ajudar outras pessoas e jogar cada tipo de lixo no seu local correto. O planeta agradece : )
Segue a minha primeira lista:
  1. Espanador colorido - Juro que eu nunca comprei isso, rs;
  2. 2 caixas vazias de celulares que nem existem mais;
  3. Celular muito velho e quebrado;
  4. 3 cartuchos da antiga impressora;
  5. Óculos do meu pai - Ele já usa outro há séculos, mas eu guardava de recordação, ele é tão grande e legal :P ;
  6. Cinto horrível de camurça marrom com tachinhas e franja estilo cowgirl - É sério, eu acho que já tive algum problema, esse cinto é imperdoável, ridículo demais pra ser verdade, rs;
  7. Resto de perfume "charuto cubano" - Foi presente, eu não compraria, rs;
  8. Caneta para escrever em CD e DVD que não escreve;
  9. Relógio que de tão velho não tem nem mais cor e só tem um lado da pulseira - Esse é guerreiro, hein;
  10. 2 pingentes - Um da Hello Kitty (hahaha) e um do Bob Esponja (hahaha³);


  11. 5 "partes" de brincos e 11 pares de brincos que eu jamais usarei novamente - Brincos da minha fase adolescente, vai... é normal usar coisas bem feias, rs;
  12. 6 Almanaques da Saraiva - Nem sabia que tinha tantos;
  13. Vários encartes de lojas;
  14. Disquete de conteúdo desconhecido - E não mais saberei o que tem nele, meu computador nem lê isso, rs;
  15. Cordão de crochê lilás - Nunca usei :P ;
  16. Mouse pad positivo - Veio com meu primeiro computador;
  17. Escova de dente velha (2);
  18. Creme depilatório vencido haha;
  19. Gloss (2);
  20. Caixinha de fio dental;


  21. Recarga de Queratina - Comprei, não gostei e ficou guardada até hoje;
  22. Kit do meu antigo secador de cabelos - O secador queimou, logo as peças não servem mais de nada;
  23. Escova para modelar cabelo - Nunca usei também;
  24. Amostra grátis de perfume do Boticário;
  25. Hidratante vazio;
  26. 5 livros - "Arte e cultura da América Latina" (para que eu quero isso???), "Mensagens que edificam - Bispo Macedo" (HAHAHA, nunca serão, boy, rs), "Histórias de Futebol - Sandro Moreyra" (brotou aqui em casa, rs), "Sem olhar para trás" e "À procura do sol" do Lannoy Dorin (nunca li);
  27. Caixas vazias - de livros, de canetas, de calculadoras, de presentes (para que eu guardo isso??? rs);
  28. 12 bichinho de pelúcia - São bonitinhos, mas não tenho mais lugar pra guardar, estavam numa sacola jogados. Vou lavar e doar;
  29. Bolsa branca - Quer dizer, era branca, rs;
  30. Bolsa da SPBC;
  31. Revistas de divulgação da SBPC - estão comigo há dois anos e nunca li. Realmente tem que ir para o lixo;
  32. 2 sapatilhas feiosinhas;
  33. 2 sandálias feiosinhas;
  34. 1 bolsa muito estranha;
  35. 2 cartuchos da minha nova impressora - Sei que já tem cartucho na lista, mas são de outro tipo, rs, tá valendo :P;

E para fechar a primeira parte:

36. Minha beca de formatura da 4ª séééérie - Incrível, mas ainda estava guardada aqui! HAHA.

* O sapo não vai para o lixo, claro, ele só foi modelo na foto :P

Por hoje é isso! Saudade de vocês : )

BeijO!



domingo, 31 de outubro de 2010

Momento Becky Bloom #2

Confesso que não cumpri minha promessa de não gastar mais em outubro! Mas a culpa é única e exclusivamente do meu cartão VISA. POR QUE aumentaram meu limite? Isso é uma palhaçada...
Vamos lá!


      Editora: Intrínseca
Eu conheci esse livro através da foto do blog da Nat Puga e achei a capa muito bonita. Um belo dia a Nine posta no Twitter que ele estava em promoção por R$ 5,49 nas Lojas Americanas. Então eu decidi comprar e arriscar, parece ser um livro bem louco, quem leu diz que de fofo ele só tem a capa! Vamos ver ;)



2 - Ame o que é seu - Emily Giffin
     Editora: Novo Conceito

Li várias resenhas do "Ame o que é seu" e fiquei super curiosa pra ler. Não estava com a intenção de comprar, mas aconteceu um fato curioso. Eu pesquisei sobre ele ontem de manhã na net e vi alguns sites vendendo com a bolsinha de brinde. Fui na Saraiva ontem e de repente ele surgiu bem na minha frente e com a bolsinha! Eu não fiquei caçando, foi super do nada. Entendi isso como um sinal (rs). Comprei. Não resisti e já comecei a ler. Estou amando a história!



     Editora: Novo Século
Um livro bem polêmico que dividiu as opiniões pela blogosfera. Uns amam, outros odeiam. Então eu tenho que ler e tirar minhas próprias conclusões. O ruim é que é mais uma série! E mesmo se for ruim, eu me conheço e sei que vou querer os outros, quem sabe a história melhore, né? Vamos torcer pra ser bom.
Obs.: Sei que poderia ter comprado os livros por bem menos na internet, mas nada tira o prazer de estar na livraria, de pegar, de escolher... Passei um fim de tarde maravilhoso! Valeu a pena :)

Meus  livrinhos novos :)

Marcadores: Aproveitei a visita nas livrarias para pegar vários marcadores! Foram 22, rs... Repetidos para troca: Beijada por um anjo, Tropa de Elite, Perfeitos (com o homem), Beijada por um anjo - A força do amor e Halo (é lindo!). Se alguém quiser trocar, entra em contato.

Marcadores para troca (O flash estragou a foto, mas sem ele ficou pior)

BeijO*

*Atualizando: Agora só tenho marcadores de Halo, Beijada por um anjo - livro 1 (o azul) e Tropa de Elite!
 **Atualizando: Marcadores trocados! Valeu, pessoal! Até o próximo ataque ao pote de marcadores de alguma livraria :D 

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Ler Faz Crescer

Olá! Hoje é um post bem rapidinho só para divulgar a campanha "Ler faz crescer" da Fundação Itaú Social.
Mês passado recebi um e-mail de uma aluna divulgando a campanha e desconfiei, livro grátis sempre tem jeito de ser vírus, mas depois que vi a movimentação no Twitter percebi que era verdade!
A Fundação Itaú Social vai doar 8 milhões de livros infantis porque acredita que incentivar o gosto pela leitura é uma forma de mudar a história de muitas crianças.
Concordo plenamente com isso! Crianças devem fazer parte do mundo mágico da Literatura desde cedo, mesmo antes de ler! 
A distribuição dos livros é gratuita, basta se cadastrar no site Ler Faz Crescer  .
Você recebe 4 livrinhos e assume o compromisso de ler para alguma criança e depois repassar para que outras pessoas façam o mesmo. Os meus livros chegaram ontem! O carteiro amassou um deles (pra variar, rs).
 
BeijO*

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Todas as estrelas do céu

Qual opção se deve escolher quando não se tem nenhuma?
Todas as estrelas do céu - Página 101

Nós matemáticos gostamos de definições, em geral não sabemos lidar muito bem com questões cujo significado é relativo, mas tentarei aqui falar sobre o Amor, sentimento que pode ser experimentado e vivido de n maneiras distintas sem perder suas principais características.
 
O livro Todas as estrelas do céu (Editora Novas Ideias), que aqui chamarei de Todas para facilitar, do queridíssimo Enderson Rafael traz a polêmica do amor entre irmãos. Incesto? Não, Leandro e Carol não são irmãos de sangue, ele foi adotado assim que nasceu pelos pais de Carol e foi criado da mesma maneira que os filhos legítimos, com o mesmo tratamento, com o mesmo amor.

Nessas horas que dá uma vontade de louca de "pegar o coração pelo pescoço" e gritar "POR QUE??". Com mais de 6,5 bilhões de habitantes no planeta, por que logo eles que são "irmãos" tiveram que ser flechados pelo nosso amigo cupido?

Sei que não há o laço sanguíneo para impedir esse relacionamento, mas entendo totalmente o choque dos pais quando descobriram que seus "dois" filhos estavam namorando! Com certeza eles nunca cogitaram essa possibilidade, mesmo com os sinais claros de uma amizade maior do que deveria ser, para eles era apenas coisa de irmão. É difícil compreender essa situação, afinal sempre achamos que histórias assim só podem acontecer em filmes ou com os filhos dos outros.

Se fosse apenas o choque dos pais, o problema de Leandro e Carol estaria resolvido. Mas aí entram em questão os fatores que ao mesmo tempo que controlam, geram os grandes problemas da humanidade: os valores, as tradições, o que é o "normal" perante a sociedade e as questões religiosas. Tudo que citei está relacionado apenas ao que o outro vai achar e com as leis que um determinado grupo impõe como verdades absolutas, em nenhum momento são consideradas as particularidades de cada indivíduo. Nem sempre podemos fazer tudo que queremos, nem sempre podemos falar a primeira coisa que vem na nossa mente, isso é necessário para viver em comunidade, mas também é se anular em função do que os outros pensam. Eu senti que se fosse apenas pelo sentimento dos pais, eles acabariam aceitando o relacionamento dos filhos, mas as questões que citei acima tiveram um peso muito grande na decisão deles. E eu não os julgo por isso... Também não estou dizendo que concordo com as atitudes tomadas por eles no livro, até porque algumas coisas extrapolaram os limites e as consequências não foram boas. 

Nem me imagino vivendo uma situação assim, não sei como reagiria, talvez fizesse tudo diferente dos pais de Carol, talvez agisse da mesma maneira, é muito fácil apontar os erros dos outros, ainda mais numa situação que você nem sonha que possa acontecer na sua casa.

Mas não pense você que para Leandro e Carol foi fácil aceitar que estavam apaixonados. Eles também se sentiram culpados e tentaram evitar, só que quando é amor e é correspondido se torna humanamente impossível esconder. Quem sou eu pra duvidar da veracidade do amor dos dois? Quando o assunto é amor, só posso pensar em uma frase: "o coração tem razões que a própria razão desconhece".

O "Todas" é um livro que tem essa característica adolescente e ao mesmo tempo nos faz refletir sobre questões tão complexas! Achei a leitura muito agradável, me diverti e me emocionei com as histórias de Leandro e Carol. 

Como eu disse na resenha do Skoob, a única coisa que não gostei foi o final. Só pra variar... rs. Desculpe, Enderson, mas nós leitores somos abusados e sempre queremos o final do nosso jeitinho. Não vou entrar em detalhes para não apanhar por ser spoiler. Então leia e depois me conte o que achou ;)

A Carol gosta muito de escrever poesias, e é uma dessas que dá o nome ao livro. Segue um trechinho:

(...)
Pequenina e frágil, aguardo por vossa caridade, estrelinhas.
Se uma de vós se apaixonasse pelo Sol,
me entenderia.
Mas Deus foi justo convosco, e nunca divides o firmamento com ele.
À mim, no entanto, não foi dada a mesma graça, e acabei por amá-lo.
(...)
Todas as estrelas do céu - Página 48

Como gosto muito de poesia, sempre fico por aí pesquisando e lendo várias. Quando vi uma da Eliane Azevedo pensei que também seria perfeita para a Carol, e poderia muito bem ter sido escrita por ela:

Não me culpe se meu corpo tem vontade própria,
se meu desejo desconhece o “dever ser” ou “deveria ser”!
O desejo não tem regras.
O corpo não tem regras.
O amor não tem regras.
A vida não tem regras.
O que eu tiro disso tudo?
Que não há nada mais urgente que viver!
E, sinceramente, eu tenho pressa!

Em suas cartas, Carol se despede dedicando ao seu amado todas as estrelas do céu:

"Daqui a pouco vai escurecer e nossas cúmplices estarão reinando absolutas no firmamento, elas que sempre guardaram, silenciosas, nossos segredos... Então, meu amor, confiemos também à elas nosso destino, nossa vida, nosso insistentemente eterno e lindo amor. A ti, meu amado, todas as estrelas do céu... Caroline Fraga, 03/dez/1999"
Todas as estrelas do céu - Página 155

Outro detalhe muito interessante é o cuidado e o carinho que tiveram ao publicar o livro, eu disse quando comprei que ele é lindo e volto a repetir: o livro é lindo! Todos os capítulos são personalizados com desenhos das constelações, o livro é cheio de estrelinhas lindas pelas páginas :)

É legal ver que o Enderson criou personagens muito reais, com conflitos típicos da idade, que cometem erros como todo adolescente normal. Vale a pena ler e se encantar com o mistério da descoberta desse amor nada convencional. E por se passar no final de 1999 somos levados a lembrar de alguns sucessos da época, como o seriado Dawson's Creek e as músicas de Britney Spears. Gostei muito das descrições dos lugares, mesmo sem conhecer já posso dizer que amo Florianópolis e Teresópolis.

A vocês, queridos amigos, todas as estrelas do céu...
BeijO*

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Filme: "A última música"

Prometo que será a última vez que cito "A última música" aqui, já enchi o saco de vocês com isso. Mas preciso completar meu comentário com as impressões sobre o filme. Sei que não devo comparar filmes aos livros, mas é inevitável!
O que achei? Péssimo! Não me comoveu nem um centésimo do que o livro comoveu.
Me diz: Cadê as mechas roxas da Ronnie? Cadê o pai preocupado que surpreendeu a filha com a sua maneira de entender as decisões dela? Cadê o Steve lendo a Bíblia e entendendo o significado verdadeiro de estar em contato com Deus? Tiraram as principais lições que o livro me passou! 
Will e Ronnie

Steve
Não gostei da escolha do ator que fez o Steve, o Greg Kinnear, imaginava o cara mais velho um pouco, com o cabelo meio grande e tal, com mais cara de músico!  O cara parece mais um surfista.
Acho que o filme enfatizou demais o relacionamento de Ronnie com Will, deveria ter valorizado mais a relação com o pai. Tanto que ao procurar uma imagem dela com o pai no Adoro Cinema eu não encontrei, só tem ela com o namorado!
E o que dizer da Miley Cyrus no papel da Ronnie? Ainda vejo muito da Hannah Montanna...

Will e Ronnie
Outro detalhe, vi o filme na maior expectativa da cena que o Steve constrói uma parede na sala para esconder o piano e a filha não ficar chateada.... e nada! Não teve isso! Aliás, achei a relação dela com o piano até amistosa, o livro enfatiza que ela odeia e não quer chegar perto.

Blaze
Ronnie e Jonah
Chega de falar mal... pontos positivos: Adorei a escolha da Carly Chaikin para o papel da Blaze, ela é linda e  diferente do jeito que a Blaze precisava  ser.
O menino Jonah interpretado por Bobby Coleman foi o que mais me emocionou no filme, ele é esquisitinho na medida certa, uma criança especial. E a relação dele com a Ronnie após ficarem sabendo da doença do pai foi muito bonita de se ver, gostei.
Ah, é claro que o filme é ambientando em um lugar maravilhoso e rendeu ótimas cenas com belíssimas paisagens.
 

 Eu sei que filmes baseados em livros geralmente decepcionam, mas mesmo assim esperava mais desse. Fui assistir preparada para chorar e NADA, nem uma gotinha.
Claro que minha opinião seria outra se eu não tivesse lido, minha cunhada que só assistiu adorou e até chorou. Porém eu achei que ficou faltando algo mais.
Tirando as comparações com o livro, o filme é legal, é um romance adolescente que tem mais que do conflitos de jovens apaixonados.

Assim encerro as atividades e comentários sobre "A última música". Não me crucifiquem por não ter gostado do filme, rs, mas é ruim ter muitas expectativas, a probabilidade de quebrar a cara aumenta proporcionalmente.

BeijO*

sábado, 16 de outubro de 2010

Impressões

Mudei mais uma vez. Quem passou por aqui viu um layout rosa muito bonitinho, mas eu não gostei do resultado final quando colocado aqui no blog. Os lays prontos desconfiguram tudo que você já tem! Sou daquelas que editam a postagem mil vezes até ficar razoavelmente bonitinha e ver tudo torto estava me deixando louca. Então resolvi optar por algo mais simples mesmo, padrão do Blogger que não dá dor de cabeça. E quer saber? Gostei muito desse resultado que vocês estão vendo agora! Tem muito mais a cara do meu cantinho.

 **

Hoje não estou me sentindo bem. Sabe quando o coração fica apertadinho? Quando existe algo incomodando que não conseguimos identificar? Pois é, tô assim. E não gosto nada de me sentir desse jeito, gosto de ter o controle. Uma mistura de saudade, com solidão, medo e pânico. Talvez seja algum reflexo de todas as coisas que eu pensei ontem depois da leitura do Sparks...

**

Vou repetir aqui o que eu coloquei no Skoob hoje, Nicholas Sparks me surpreendeu. Há MUITO tempo eu não choro com um livro. Sou daquelas meninas que se fazem de forte, sabe? 
Quase desisti do livro! No começo achei tudo paradinho e demorado demais. Por não ser meu estilo de leitura preferido, A Última Música rolou por semanas aqui.
Mas a história de Ronnie e seu pai me surpreendeu do meio para o fim... li as últimas 100 páginas em questão de horas e chorando sem parar. Tive que deixar a caixinha de lenços do meu lado! A história é envolvente e o final te deixa sem palavras. Para quem ainda tem dúvida, leia, vale a pena insistir mesmo que o comecinho seja meio arrastado.
Vou ver o filme assim que eu puder, mas antes tenho que comprar mais lenços, já sei que vou chorar de novo!
E por que mexeu tanto comigo? Porque fala de A M O R. Amor em vários sentidos, de amigo, de pai, de irmão, de amante... E por  me fazer reviver um dos momentos mais tristes da minha vida e da minha família.
Estou sensível.
Quero colo.

**

Comecei a ler o "Todas as estrelas do céu" e digo que já me sinto feliz por ser um romance entre adolescentes humanos, sem anjos, vampiros, elfos e companhia. Não que eu não goste, pelo contrário, ADORO. Mas estava precisando de uma história assim, que mostre a possibilidade de um amor nascer mesmo onde ninguém imaginaria e com pessoas que cometem falhas como todos nós, sem poderes especiais, apenas com o coração aberto para sentir todas as emoções. O livro é pequeno e devo terminar hoje ainda ou amanhã, então não vou me precipitar em dar uma opinião que vem se formando, talvez aconteça algo que realmente mude tudo. Ah, a opinão é  boa, o livro é bem legal ; )

**

Hoje eu me permiti fazer um momento 'mimimi' aqui no blog.
Não esqueci da segunda parte do Desafio "Praticando o Desapego", se der eu posto amanhã, preciso concluir a lista e organizar as fotos. 

BeijO*

domingo, 10 de outubro de 2010

Momento Becky Bloom #1

Sempre quis ter colunas fixas aqui no blog (porque isso ajuda em períodos sem inspiração e eu não ficaria meses sem postar) e decidi começar com uma inspirada no "Correio" que muitos blogs por aí já fazem.
O Momento Becky Bloom será para compartilhar com vocês as minhas comprinhas do mês (sim, porque eu vou parar de comprar coisinhas toda semana!).

Comprinhas de Outubro:


Não poderia ser um item melhor que este para começar a coluna: DVD do filme "Os delírios de consumo de Becky Bloom". Quem me conhece sabe que sou apaixonada pela Becky e o quanto adoro os livros da série. Somos parecidas demais, mas pelo menos eu só compro o que posso pagar :P
Me identifico muito com trechos do livro, mas o filme é um pouquinho diferente porque é um resumão de dois livros da série, então deixou a desejar em alguns aspectos, mas nem por isso deixa de ser bom, é que quem lê os livros sempre espera mais do filme.
No livro são citadas cenas onde a Becky se vê comprando cartões personalizados (adoro esse trecho) sem a menor necessidade só porque achou bonito e pensa que poderão ser úteis algum dia! Cara, eu faço isso também! Adoro coisas fofas como cartões, papel de carta, adesivos, envelopes, caixinhas. Acho que isso é muito útil, afinal quando eu for mandar uma carta ou dar um presente já terei tudo que preciso em casa!
Voltando o filme... Comprei o DVD porque estou utilizando a Becky na escola nas aulas de Educação Financeira (vê se pode, eu, a consumista, ensinando a economizar.. ironias do destino rs). Eu estava gastando muito com a locação, alugar um filme tá saindo caro demais, então resolvi comprar, pois com certeza será útil em outros anos!




O segundo item da minha comprinha de Outubro foi o livro mega esperado por todos os fãs da Martha Medeiros que é o Fora de Mim da Editora Objetiva.
Sou apaixonada pela Martha há muito tempo, sempre acompanho suas crônicas nos jornais, na internet, sou leitora assídua de seu blog. Adoro a Martha cronista, a Martha poetisa, a Martha escritora de ficção, a Martha mulher!
Compartilhamos do mesmo ponto de vista sobre vários assuntos, acho bárbara a maneira como ela cria personagens femininas tão reais, tão transparentes e tão mulheres. Sim, mulheres! Mulheres de verdade, daquelas que não têm medo de expor os sentimentos e encarar a vida.
O meu exemplar do Divã está todo grifado, porque a Mercedes é incrível! Pelo comecinho da história do Fora de mim que li deu pra perceber que também será um livro daqueles!!
Ahhh... estou encantada com o livro! Ele é lindo demais, estou louca para ler, mas tenho leituras pendentes e não quero mais ficar com várias leituras simultâneas. Assim que eu ler venho comentar aqui com vocês!



E para fechar o pacotinho de Outubro, Todas as Estrelas do céu - Editora Novas Ideias, um livro que eu queria muito há muito tempo e que passei a querer mais desde que conversei com o queridíssimo Enderson Rafael pelo Twitter.
Conheci o Enderson através dos blogs literários que acompanho pela campanha do Três céus, seu novo romance ainda sem editora. Li trechinhos da história e fiquei encantada com o jeito dele escrever. E como todas as resenhas do Todas as estrelas do céu que li são maravilhosas vi que já era a hora de comprar o meu exemplar.
Foi mais uma paixão à primeira vista! O livro é simplesmente lindo, o design é maravilhoso e eu estou encantada com ele! Até minha mamãe querida disse: "Que livro bonito" (e olha que ela é a que mais reclama por eu comprar tantos livros).
Estou ansiosa para começar a ler e quero fazer isso o mais breve possível, assim que eu terminar o livro do Sparks, aí comentarei aqui.



A caixa da Saraiva nunca chegou tão levinha e magrinha aqui, os livros são fininhos, mas fantásticos! Deu pra perceber que os dois são de autores nacionais, né? Temos muitos talentos aqui na nossa Pátria Amada e devemos começar a valorizá-los mais.

Este foi o primeiro Momento Becky Bloom aqui do blog e muitas novidades vão pintar até o fim de 2010. Espero me controlar e não comprar mais nada este mês para poder me dar um super presente de Natal : )

BeijO*

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Comer Rezar Amar


Elizabeth (Julia Roberts) descobre que sempre teve problemas nos seus relacionamentos amorosos. Um dia, ela larga tudo, marido, trabalho, amigos, decidida a viver novas experiências em lugares diferentes por um ano inteiro. E parte para Itália, Índia e Bali, para se reencontrar numa grande viagem de auto-conhecimento. (by Adoro Cinema)
Em janeiro deste ano eu comprei o livro Comer Rezar Amar de presente de aniversário para minha prima Vanessa e fiquei de pegar emprestado para ler e nunca deu tempo! O tempo passou e quando eu menos esperava eis que me aparece um filme baseado no livro. Eu não gosto de assistir antes de ler, mas não resisti e fomos ver ontem.
O filme é uma deliciosa surpresa. Julia Roberts está cada vez mais linda (para ela a idade só tem ajudado) e está perfeita no papel da Liz.
Gostei especialmente de algumas cenas:
  • Logo no comecinho do filme quando ela conversa com amiga Delia (Viola Davis) sobre filhos e a Delia diz que é como fazer uma tatuagem no meio cara, tem que ter muita certeza porque não tem como voltar atrás;
  • Quando Liz vai para Nápoles com a amiga sueca que eu esqueci o nome e fala sobre o prazer de comer sem culpa e que na verdade os homens não se importam com o "buchinho";

  • A cena maravilhosa do Felipe (Javier Bardem) indo buscá-la enquanto ela está lendo para um beijo daqueles! Achei lindo os dois estarem lendo juntos, um em cada canto. Coloquei fé na relação dos dois justamente porque vi que apesar do forte desejo um pelo outro eles souberam aproveitar pequenas coisas e não apenas o sexo.

Tá bom, vou parar antes que eu conte o filme todo!

Só não gostei do brasileiro do livro, o Felipe, ser interpretado por um espanhol, o Javier Bardem. Absolutamente NADA contra o Javier, mas seria uma ótima oportunidade para nossos talentos nacionais que são tantos. Afinal o mundo precisa conhecer outros atores além do Rodrigo Santoro! Bom, pelo menos eles não cortaram as músicas brasileiras!

O filme me agradou muito e me identifiquei com a personagem, sempre tive vontade de viajar por um ano por aí, conhecendo pessoas diferentes e aprendendo com cada cultura. A Liz encontrou pessoas de todo o tipo, fez amizades incríveis e ainda encontrou um novo amor. Não poderia ter um final mais feliz, né?

A Elizabeth Gilbert lançou recentemente Comprometida que é a continuação dessa história. Então, aguardem os próximos capítulos ;)

BeijO*

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Praticando o desapego - Parte 1

A revista Criativa de setembro trouxe uma matéria muito legal na coluna Estilo de Vida chamada DESAPEGO JÁ! (por Luciana Florence), onde foi lançado um desafio para duas pessoas famosas: abrir mão de 50 coisas em uma semana. O objetivo é mostrar que é possível viver com menos. Vou copiar aqui como o desafio foi elaborado:
O DESAFIO


Meta: desfazer-se de 50 itens
Regra: objetos iguais (por exemplo: cinco meias) contam como um item
Prazo: uma semana


O desafio foi inspirado no livro Jogue fora 50 coisas, da Gail Blanke. Não sou fã desse estilo "auto-ajuda", mas este me pareceu interessante e devo comprar em breve. A ideia do livro é ajudar a deixar para trás arrependimentos e coisas do passado.

Gostei tanto da ideia que topei o desafio! Eu sou a rainha do cacareco, vou comprando, comprando, comprando e entulhando em casa. Tenho pena de me desfazer, sou muito ligada a cada bagulhinho que tenho no meu quarto, então mesmo as coisas mais banais da minha lista de certa forma são (eram, rs) especiais.

Tenho uma semana de prazo para concluir o desafio, mas em uma só noite eu já consegui reunir 36 coisas! Amanhã eu vou separar algumas roupas e completar a tarefa. Dá pra notar pela minha lista que eu ainda estou resistente, tanto que escolhi coisas que realmente não me servirão mais pra nada, mas acredito que o "desapego" é um processo e deve começar assim mesmo, com pequenas coisas. O meu quarto ficou até mais leve depois dessa limpeza!
Vale destacar que devemos dimunuir o nosso lixo! Reciclar tudo que for possível, doar o que ainda pode ajudar outras pessoas e jogar cada tipo de lixo no seu local correto. O planeta agradece : )
Segue a minha primeira lista:
  1. Espanador colorido - Juro que eu nunca comprei isso, rs;
  2. 2 caixas vazias de celulares que nem existem mais;
  3. Celular muito velho e quebrado;
  4. 3 cartuchos da antiga impressora;
  5. Óculos do meu pai - Ele já usa outro há séculos, mas eu guardava de recordação, ele é tão grande e legal :P ;
  6. Cinto horrível de camurça marrom com tachinhas e franja estilo cowgirl - É sério, eu acho que já tive algum problema, esse cinto é imperdoável, ridículo demais pra ser verdade, rs;
  7. Resto de perfume "charuto cubano" - Foi presente, eu não compraria, rs;
  8. Caneta para escrever em CD e DVD que não escreve;
  9. Relógio que de tão velho não tem nem mais cor e só tem um lado da pulseira - Esse é guerreiro, hein;
  10. 2 pingentes - Um da Hello Kitty (hahaha) e um do Bob Esponja (hahaha³);


  11. 5 "partes" de brincos e 11 pares de brincos que eu jamais usarei novamente - Brincos da minha fase adolescente, vai... é normal usar coisas bem feias, rs;
  12. 6 Almanaques da Saraiva - Nem sabia que tinha tantos;
  13. Vários encartes de lojas;
  14. Disquete de conteúdo desconhecido - E não mais saberei o que tem nele, meu computador nem lê isso, rs;
  15. Cordão de crochê lilás - Nunca usei :P ;
  16. Mouse pad positivo - Veio com meu primeiro computador;
  17. Escova de dente velha (2);
  18. Creme depilatório vencido haha;
  19. Gloss (2);
  20. Caixinha de fio dental;


  21. Recarga de Queratina - Comprei, não gostei e ficou guardada até hoje;
  22. Kit do meu antigo secador de cabelos - O secador queimou, logo as peças não servem mais de nada;
  23. Escova para modelar cabelo - Nunca usei também;
  24. Amostra grátis de perfume do Boticário;
  25. Hidratante vazio;
  26. 5 livros - "Arte e cultura da América Latina" (para que eu quero isso???), "Mensagens que edificam - Bispo Macedo" (HAHAHA, nunca serão, boy, rs), "Histórias de Futebol - Sandro Moreyra" (brotou aqui em casa, rs), "Sem olhar para trás" e "À procura do sol" do Lannoy Dorin (nunca li);
  27. Caixas vazias - de livros, de canetas, de calculadoras, de presentes (para que eu guardo isso??? rs);
  28. 12 bichinho de pelúcia - São bonitinhos, mas não tenho mais lugar pra guardar, estavam numa sacola jogados. Vou lavar e doar;
  29. Bolsa branca - Quer dizer, era branca, rs;
  30. Bolsa da SPBC;
  31. Revistas de divulgação da SBPC - estão comigo há dois anos e nunca li. Realmente tem que ir para o lixo;
  32. 2 sapatilhas feiosinhas;
  33. 2 sandálias feiosinhas;
  34. 1 bolsa muito estranha;
  35. 2 cartuchos da minha nova impressora - Sei que já tem cartucho na lista, mas são de outro tipo, rs, tá valendo :P;

E para fechar a primeira parte:

36. Minha beca de formatura da 4ª séééérie - Incrível, mas ainda estava guardada aqui! HAHA.

* O sapo não vai para o lixo, claro, ele só foi modelo na foto :P

Por hoje é isso! Saudade de vocês : )

BeijO!