About

Blogger news

Estou Lendo!

Visitantes!

Receba novidades no e-mail!

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Snag a button


Parceiros

">Selo By Bruna Kitty

Meu Cantinho de leitura

Followers

About me

Minha foto
Professora de Matemática do Estado do RJ e do Município do Rio de Janeiro; tutora presencial do CEDERJ; pós-graduanda em Planejamento, Gestão e Implementação da EaD pela UFF.

sábado, 22 de agosto de 2009

Para você...

Todo relacionamento é difícil.
Seja ele um amor, uma amizade, uma relação familiar, profissional. Eu não sei lidar muito bem com isso, eu sou boba, eu me apego e sempre acabo sofrendo.
Acreditar demais nas pessoas, se entregar demais, imaginar demais, idealizar... Coisas que deveríamos evitar, apenas para a queda não ser tão dolorida.
Pior é ouvir de quem você confia palavras duras, que cortam o coração.

Você não quis me compreender.
Você preferiu entender do seu jeito.
Você me colocou no lugar comum de onde eu tanto fujo.
Doeu saber o que você pensa de mim.
Doeu.
Mas eu gosto de você independente disso tudo, gosto de você pelo que já compartilhamos até aqui. Achei que depois daquela primeira discussão nunca mais iríamos brigar, porque conseguimos superar, eu pelo menos superei. Mas não foi assim, brigamos de novo e eu odeio ficar com raiva de você.
Não sou orgulhosa, te peço desculpas mesmo sabendo que não tive intenção nenhuma de te magoar.

Ainda quero ter sua amizade por muito tempo.

*Desculpe o post, mas precisava disso.

2 comentários:

  1. Olá! Concordo contigo. Relacionamento é mesmo complicado. As pessoas são complicadas. Vamos pensar positivo? ( sempre tem ... rs ) : Pessoas complicadas, servem para fazer a gente pensar, raciocinar. Tenho um relacionamento a cinco anos. Não é perfeito, é complicado ( muito complicado ), mas exercito meu cérebro, meus atos. Resultado – é um bom relacionamento.
    Brigas, não são desejáveis, mas elas existem. Seja por ciúmes, por um telefone não atendido, por um e-mail não respondido. Não se culpe tanto.
    Obrigado pela visita.
    Seu blog é genial. Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Sempre fui um grande fã de "MMA - Mixed Martials Arts" (o antigo "Vale Tudo" ou "Luta Livre"). Muita luta, muito sangue, esse tipo de coisa... pra quem está de fora é fácil, né? Mas um fato a observar é que eles sempre apanham. Por mais bem preparado que estejam, fisica e mentalmente, ocasionalmente vão à nocaute. Uns mais, outros menos. Assimilar uma pancada, se levantar e ainda assim vencer a luta é algo raro. Mas o "show" tem que continuar, e quando menos se espera lá estão eles novamente, os vencedores e os perdedores, em novos combates, recebendo as dores da derrota e os louros da vitória. Por se tratar de uma mistura de estilos, teoricamente eles deveriam estar preparados para tudo e todos. Obviamente não estão. Ninguém está. E claro que perder, ou mesmo levar um golpe sequer não está nos planos de ninguém. E é até mesmo curioso ver aquele cara fortão, que está dominando a luta, receber aquele direto no queixo. Chão. Nocaute. Fim da luta. Com certeza ele não esperava isso, mas veio como aquela verdade mais direta, capazer de derrubar a gente num só golpe...

    Mas por que diabos estou falando de lutas? Eu, hein... às vezes nem eu em entendo.

    ResponderExcluir

Dê o seu Palpite ;-)

sábado, 22 de agosto de 2009

Para você...

Todo relacionamento é difícil.
Seja ele um amor, uma amizade, uma relação familiar, profissional. Eu não sei lidar muito bem com isso, eu sou boba, eu me apego e sempre acabo sofrendo.
Acreditar demais nas pessoas, se entregar demais, imaginar demais, idealizar... Coisas que deveríamos evitar, apenas para a queda não ser tão dolorida.
Pior é ouvir de quem você confia palavras duras, que cortam o coração.

Você não quis me compreender.
Você preferiu entender do seu jeito.
Você me colocou no lugar comum de onde eu tanto fujo.
Doeu saber o que você pensa de mim.
Doeu.
Mas eu gosto de você independente disso tudo, gosto de você pelo que já compartilhamos até aqui. Achei que depois daquela primeira discussão nunca mais iríamos brigar, porque conseguimos superar, eu pelo menos superei. Mas não foi assim, brigamos de novo e eu odeio ficar com raiva de você.
Não sou orgulhosa, te peço desculpas mesmo sabendo que não tive intenção nenhuma de te magoar.

Ainda quero ter sua amizade por muito tempo.

*Desculpe o post, mas precisava disso.

2 comentários:

  1. Olá! Concordo contigo. Relacionamento é mesmo complicado. As pessoas são complicadas. Vamos pensar positivo? ( sempre tem ... rs ) : Pessoas complicadas, servem para fazer a gente pensar, raciocinar. Tenho um relacionamento a cinco anos. Não é perfeito, é complicado ( muito complicado ), mas exercito meu cérebro, meus atos. Resultado – é um bom relacionamento.
    Brigas, não são desejáveis, mas elas existem. Seja por ciúmes, por um telefone não atendido, por um e-mail não respondido. Não se culpe tanto.
    Obrigado pela visita.
    Seu blog é genial. Parabéns.

    ResponderExcluir
  2. Sempre fui um grande fã de "MMA - Mixed Martials Arts" (o antigo "Vale Tudo" ou "Luta Livre"). Muita luta, muito sangue, esse tipo de coisa... pra quem está de fora é fácil, né? Mas um fato a observar é que eles sempre apanham. Por mais bem preparado que estejam, fisica e mentalmente, ocasionalmente vão à nocaute. Uns mais, outros menos. Assimilar uma pancada, se levantar e ainda assim vencer a luta é algo raro. Mas o "show" tem que continuar, e quando menos se espera lá estão eles novamente, os vencedores e os perdedores, em novos combates, recebendo as dores da derrota e os louros da vitória. Por se tratar de uma mistura de estilos, teoricamente eles deveriam estar preparados para tudo e todos. Obviamente não estão. Ninguém está. E claro que perder, ou mesmo levar um golpe sequer não está nos planos de ninguém. E é até mesmo curioso ver aquele cara fortão, que está dominando a luta, receber aquele direto no queixo. Chão. Nocaute. Fim da luta. Com certeza ele não esperava isso, mas veio como aquela verdade mais direta, capazer de derrubar a gente num só golpe...

    Mas por que diabos estou falando de lutas? Eu, hein... às vezes nem eu em entendo.

    ResponderExcluir

Dê o seu Palpite ;-)