About

Blogger news

Estou Lendo!

Visitantes!

Receba novidades no e-mail!

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Snag a button


Parceiros

">Selo By Bruna Kitty

Meu Cantinho de leitura

Followers

About me

Minha foto
Professora de Matemática do Estado do RJ e do Município do Rio de Janeiro; tutora presencial do CEDERJ; pós-graduanda em Planejamento, Gestão e Implementação da EaD pela UFF.

domingo, 21 de novembro de 2010

Campanha: Este Blog é Contra o Bullying

Recebi da Bruna do blog By Bruna Kitty indicação para participar da Campanha contra o Bullying e o Cyberbullying. Eu super aceitei o desafio porque acho que é um tema de extrema relevância neste momento da nossa sociedade e como professora tenho me assustado com muitas coisas que vejo.

 
1. Explicar o que é bullying.
Bullying é o uso do poder ou da força para intimidar ou perseguir os outros na escola (school place bullying) ou no trabalho (work place bullying). As vítimas dessa intimidação repetida e recorrente são normalmente pessoas que sem defesas são incapazes de motivar outras para agir em seu apoio. 
O cyberbullying é um tipo de bullying melhorado. É a prática realizada através da internet que busca humilhar e ridicularizar os alunos, pessoas desconhecidas e também professores perante a sociedade virtual. Apesar de ser praticado de forma virtual, o cyberbullying tem preocupado pais e professores, pois através da internet os insultos se multiplicam rapidamente e ainda contribuem para contaminar outras pessoas que conhecem a vítima. (Fontes: Brasil Escola e Observatório da Infância)

 2. Contar se você já passou por isso ou não. Se sim (e você estiver a vontade) conte sua historia. Caso contrário expresse sua opinião sobre o assunto.
Pode parecer mentirar, mas eu nunca sofri nenhum tipo de agressão na escola. Sempre fui um prato cheio para as piadas, era a gorda da turma, a  feia, a nerd, etc e tal, só que as poucas vezes em que se referiam assim era de fato brincadeira, eram pessoas de minha confiança. Apesar de ter sido uma criança meio nerd eu era a queridinha da turma, amiga de praticamente todos, querida pela direção, essas coisas de puxa-saco, rs. Talvez isso tenha intimidado as pessoas com vontade de me fazer mal, mas a impressão que tenho é que na minha época (como se tivesse muito tempo, rs) o respeito aos colegas de turma e professores era muito maior.
Fico muito triste quando vejo crianças e adolescente sentindo prazer em fazer mal aos outros e geralmente são aqueles alunos que por mais que você converse não mudam o jeito de pensar e agir. Pais, professores, amigos, funcionários das escolas e da vizinhança das escolas devem estar atentos para qualquer movimentação suspeita, pois a vítima normalmente não tem coragem de denunciar por medo de sofrer novamente. Os casos de bullying são cada vez mais sérios e alguma coisa precisa ser feita! 
Acredito que o tema deve ser discutido não apenas com os alunos, mas com as famílias, pois é a principal referência para uma criança. Temos que ter muito cuidado com brincadeiras que fazemos em casa, com os nomes que usamos para chamar outras pessoas, pois se a criança vê isso dentro de casa, achará que é normal e poderá fazer o mesmo na escola.
E para piorar a situação, a facilidade do anonimato na internet fez surgir um novo tipo de bullying, o cyberbullying! Não basta a criança sofrer na escola, ela tem que chegar em casa e sofrer ameaças também nas redes sociais? ABSURDO!
As pessoas estão esquecendo o principal mandamento: "Amarás ao teu próximo como a ti mesmo"! Essa palhaçada já passou dos limites e precisa parar agora!
Muitas dessas vítimas ficam com sequelas emocionais para toda vida, precisam de acompanhamento psicológico e nunca mais conseguem ter uma vida normal. Sinceramente, para mim isso não é consequência de brincadeira e sim de um crime!
Se você presenciar ou suspeitar de algum caso de bullying não fique calado, procure os pais, um professor, a direção da escola ou qualquer pessoa que possa orientar esta situação.

3. Divulgar o link do blog que deu início a circulação do selo.
Blog Efeito Menina começou, Ma-Petit (Mylena) e Metamorfose Ambulante (Ayala) já participaram e a Bruna (By Bruna Kitty) me indicou.

4. Indicar mais 6 blogs que você acha que vão aderir a esta campanha.
Não vou indicar nomes, mas gostaria que todos os blogueiros que passarem por aqui e lerem este post refletissem sobre o tema e a importância de falar sobre o assunto. É uma campanha extremamente importante e eu ficarei muito agradecida aos que aderirem.


 

Ainda falando sobre bullying gostaria de indicar a leitura do Livro "Bullying - mentes perigosas na escola" (Fontanar) da querida psiquiatra Ana Beatriz Barbosa Silva (eu adoro a Ana!). É um dos livros que pretendo comprar para ler nas férias, é importante não só para profissionais da Educação, mas para pais, tios, primos, irmão, ou seja, para todos nós!

BeijO*

>> Continuem participando da promoção de Natal! Ainda não sabe o que é? Clique aqui! <<

3 comentários:

  1. Viviane, recebi, sim, seu email, que bom que o livro chegou rapidinho; fico no aguardo do que vais mandar!
    Qto ao selo, obrigado, mas já tenho esse selo, será que posso tê-lo duas vezes? (rsrsrsr)
    Bjs*
    PS: Muito boa a campanha contra o bullying! Vou pegar este selo, posso?

    ResponderExcluir
  2. Oi, Vi, tudo bem?
    Muito obrigado por ter indicado-me ao selo, fico muito grato, meu anjo.
    Fui vítima de bullying durante quase seis anos. Falar sobre o assunto ainda é um pouco complicado pra mim porque de certa forma passei por várias doenças psicológicas devido a ter ficado com uma péssima autoestima. Infelizmente durante a minha adolescência não tivemos tanta exposição na mídia sobre o assunto como temos hoje, pelo menos não com tanta profundidade. Venci o bullying quando passei a acreditar em mim mesmo e no meu potencial pra fazer o que eu de fato sei e amo fazer. Não me trouxe somente lembranças ruins, me trouxe compreensão de que é necessário aceitar diferenças, mostrá-las e apreciá-las, e sobretudo me deu muito mais vontade de amar o próximo, pois hoje coloco-me no lugar de todos que podem receber qualquer palavra minha. Muito bacana da sua parte postar algo sobre o assunto.
    Grande beijo e obrigado novamente, meu anjo.

    ResponderExcluir
  3. Bullying é realmente um assunto sério. Aqui na minha cidade houve até uma passeata contra o bullying, com estudantes de todas as idades, porque, infelizmente, isso anda afetando até as crianças. Concordo com você, Viviane, as pessoas perdem um pouco do senso de amor ao próximo.

    Ótimo post! E obrigada pela visita.
    Elena Grint, do Gritmess.

    ResponderExcluir

Dê o seu Palpite ;-)

domingo, 21 de novembro de 2010

Campanha: Este Blog é Contra o Bullying

Recebi da Bruna do blog By Bruna Kitty indicação para participar da Campanha contra o Bullying e o Cyberbullying. Eu super aceitei o desafio porque acho que é um tema de extrema relevância neste momento da nossa sociedade e como professora tenho me assustado com muitas coisas que vejo.

 
1. Explicar o que é bullying.
Bullying é o uso do poder ou da força para intimidar ou perseguir os outros na escola (school place bullying) ou no trabalho (work place bullying). As vítimas dessa intimidação repetida e recorrente são normalmente pessoas que sem defesas são incapazes de motivar outras para agir em seu apoio. 
O cyberbullying é um tipo de bullying melhorado. É a prática realizada através da internet que busca humilhar e ridicularizar os alunos, pessoas desconhecidas e também professores perante a sociedade virtual. Apesar de ser praticado de forma virtual, o cyberbullying tem preocupado pais e professores, pois através da internet os insultos se multiplicam rapidamente e ainda contribuem para contaminar outras pessoas que conhecem a vítima. (Fontes: Brasil Escola e Observatório da Infância)

 2. Contar se você já passou por isso ou não. Se sim (e você estiver a vontade) conte sua historia. Caso contrário expresse sua opinião sobre o assunto.
Pode parecer mentirar, mas eu nunca sofri nenhum tipo de agressão na escola. Sempre fui um prato cheio para as piadas, era a gorda da turma, a  feia, a nerd, etc e tal, só que as poucas vezes em que se referiam assim era de fato brincadeira, eram pessoas de minha confiança. Apesar de ter sido uma criança meio nerd eu era a queridinha da turma, amiga de praticamente todos, querida pela direção, essas coisas de puxa-saco, rs. Talvez isso tenha intimidado as pessoas com vontade de me fazer mal, mas a impressão que tenho é que na minha época (como se tivesse muito tempo, rs) o respeito aos colegas de turma e professores era muito maior.
Fico muito triste quando vejo crianças e adolescente sentindo prazer em fazer mal aos outros e geralmente são aqueles alunos que por mais que você converse não mudam o jeito de pensar e agir. Pais, professores, amigos, funcionários das escolas e da vizinhança das escolas devem estar atentos para qualquer movimentação suspeita, pois a vítima normalmente não tem coragem de denunciar por medo de sofrer novamente. Os casos de bullying são cada vez mais sérios e alguma coisa precisa ser feita! 
Acredito que o tema deve ser discutido não apenas com os alunos, mas com as famílias, pois é a principal referência para uma criança. Temos que ter muito cuidado com brincadeiras que fazemos em casa, com os nomes que usamos para chamar outras pessoas, pois se a criança vê isso dentro de casa, achará que é normal e poderá fazer o mesmo na escola.
E para piorar a situação, a facilidade do anonimato na internet fez surgir um novo tipo de bullying, o cyberbullying! Não basta a criança sofrer na escola, ela tem que chegar em casa e sofrer ameaças também nas redes sociais? ABSURDO!
As pessoas estão esquecendo o principal mandamento: "Amarás ao teu próximo como a ti mesmo"! Essa palhaçada já passou dos limites e precisa parar agora!
Muitas dessas vítimas ficam com sequelas emocionais para toda vida, precisam de acompanhamento psicológico e nunca mais conseguem ter uma vida normal. Sinceramente, para mim isso não é consequência de brincadeira e sim de um crime!
Se você presenciar ou suspeitar de algum caso de bullying não fique calado, procure os pais, um professor, a direção da escola ou qualquer pessoa que possa orientar esta situação.

3. Divulgar o link do blog que deu início a circulação do selo.
Blog Efeito Menina começou, Ma-Petit (Mylena) e Metamorfose Ambulante (Ayala) já participaram e a Bruna (By Bruna Kitty) me indicou.

4. Indicar mais 6 blogs que você acha que vão aderir a esta campanha.
Não vou indicar nomes, mas gostaria que todos os blogueiros que passarem por aqui e lerem este post refletissem sobre o tema e a importância de falar sobre o assunto. É uma campanha extremamente importante e eu ficarei muito agradecida aos que aderirem.


 

Ainda falando sobre bullying gostaria de indicar a leitura do Livro "Bullying - mentes perigosas na escola" (Fontanar) da querida psiquiatra Ana Beatriz Barbosa Silva (eu adoro a Ana!). É um dos livros que pretendo comprar para ler nas férias, é importante não só para profissionais da Educação, mas para pais, tios, primos, irmão, ou seja, para todos nós!

BeijO*

>> Continuem participando da promoção de Natal! Ainda não sabe o que é? Clique aqui! <<

3 comentários:

  1. Viviane, recebi, sim, seu email, que bom que o livro chegou rapidinho; fico no aguardo do que vais mandar!
    Qto ao selo, obrigado, mas já tenho esse selo, será que posso tê-lo duas vezes? (rsrsrsr)
    Bjs*
    PS: Muito boa a campanha contra o bullying! Vou pegar este selo, posso?

    ResponderExcluir
  2. Oi, Vi, tudo bem?
    Muito obrigado por ter indicado-me ao selo, fico muito grato, meu anjo.
    Fui vítima de bullying durante quase seis anos. Falar sobre o assunto ainda é um pouco complicado pra mim porque de certa forma passei por várias doenças psicológicas devido a ter ficado com uma péssima autoestima. Infelizmente durante a minha adolescência não tivemos tanta exposição na mídia sobre o assunto como temos hoje, pelo menos não com tanta profundidade. Venci o bullying quando passei a acreditar em mim mesmo e no meu potencial pra fazer o que eu de fato sei e amo fazer. Não me trouxe somente lembranças ruins, me trouxe compreensão de que é necessário aceitar diferenças, mostrá-las e apreciá-las, e sobretudo me deu muito mais vontade de amar o próximo, pois hoje coloco-me no lugar de todos que podem receber qualquer palavra minha. Muito bacana da sua parte postar algo sobre o assunto.
    Grande beijo e obrigado novamente, meu anjo.

    ResponderExcluir
  3. Bullying é realmente um assunto sério. Aqui na minha cidade houve até uma passeata contra o bullying, com estudantes de todas as idades, porque, infelizmente, isso anda afetando até as crianças. Concordo com você, Viviane, as pessoas perdem um pouco do senso de amor ao próximo.

    Ótimo post! E obrigada pela visita.
    Elena Grint, do Gritmess.

    ResponderExcluir

Dê o seu Palpite ;-)