About

Blogger news

Estou Lendo!

Visitantes!

Receba novidades no e-mail!

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Snag a button


Parceiros

">Selo By Bruna Kitty

Meu Cantinho de leitura

Followers

About me

Minha foto
Professora de Matemática do Estado do RJ e do Município do Rio de Janeiro; tutora presencial do CEDERJ; pós-graduanda em Planejamento, Gestão e Implementação da EaD pela UFF.

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

O futuro do CD


Recentemente tivemos a triste notícia do fechamento da loja Modern Sound em Copacabana, para quem não conhece era uma das lojas de CDs mais famosas do Rio de Janeiro e  já foi palco de grandes eventos. No fundo sabemos que com o avanço da tecnologia inevitavelmente os CDs perderiam espaço, é um problema que a industrial musical está enfrentando há algum tempo e que tende a piorar se não houver uma revolução no pensamento dos empreendedores.


Colecionadores e fãs verdadeiros de bandas e cantores não abrirão mão de comprar o CD, mesmo que seja só para guardar, porque as coleções têm seu charme. Mas e a nova geração? Conheço adolescentes que nunca compraram um CD na vida e não sabem o que é ter de esperar o dia do lançamento pra ir correndo na loja comprar, já que antes mesmo de ser divulgada em rádios as músicas podem ser baixadas na internet.


Lembro de quando o CD era uma realidade distante e eu colecionava fita k7, nossa... Tive um walkman daqueles amarelos, enormes e com fones gigantes e achava o máximo. Era emocionante ligar para a rápido, pedir a música favorita e ficar aguardando ansiosamente para apertar o REC para gravá-la na fita. A qualidade era baixa, ficava cheio de ruídos e até mesmo anúncios de patrocinadores, mas a fitinha fazia sucesso entre minhas amigas e todo mundo queria ouvir.


Esses momentos não têm preço e iPod nenhum consegue superar!


Eu não sou uma pessoa contra a tecnologia, pelo contrário, eu adoro, mas vejo a geração de hoje perdendo um pouco a paixão e isso é ruim. Primeiro não há muitas bandas atuais que consigam mobilizar milhares de jovens por décadas. O que temos são bandas de um sucesso só que são péssimas e caem no esquecimento rápido. Tenho certeza que muitas menininhas que hoje se dizem fãs de bandinhas coloridas daqui uns anos vão se envergonhar disso!

Que saudade do tempo em que música boa era do Legião Urbana e dos Beatles!

Mas temos bons exemplos na atualidade de pessoas que entendem que não dá mais pra frear os downloads das músicas na rede e que estão usando isso em favor dos seus trabalhos. São os integrantes do movimento MPB - Música Para Baixar. Uma das minhas paixões musicais faz parte desse projeto e trabalha para que mais músicos possam aderir essa ideia.

O Teatro Mágico disponibiliza as músicas gratuitamente na internet e os CDs são vendidos por preços acessíveis. Quando não há o interesse de uma grande gravadora por trás o trabalho fica mais fácil. A trupe vende seus CDs e DVDs na lojinha virtual e nos shows. E quer saber? Vendem muito!! O fato de disponibilizar a música para download não atrapalha as vendas, durante os shows Seu Odácio Anitelli fica na lojinha cercado de fãs querendo adquirir os produtos. Eu tenho as músicas baixas sim, mas quando vou ao show faço questão de comprar algo também.
O movimento da MPB é mais do que isso simplesmente, se você quiser entender e conhecer visite a página da trupe: clique aqui.



Hoje o post foi assim falando de várias coisas porque os assuntos de certa forma estão interligados. 
E qual é a sua opinião sobre o futuro dos CDs?

9 comentários:

  1. ai ai amiga, eu me lembro do tempo das fitas...

    Cd eu tenho alguns, confesso que também prefiro baixar tudo... pq em nem ouço muito sabe.

    mas espero mesmo que o cd sobreviva a tudo isso.

    bjoo
    ;**

    ResponderExcluir
  2. Oi, Vi, tudo bem?
    Não abro mão de comprar um bom CD jamais! haha
    Eu não sou contra o avanço tecnológico, mas Ipod pra mim tá por fora, nunca me chamou a atenção. Sabe do que eu tenho saudade? Do meu discman verde. Se ainda eu o tivesse, andaria com ele pra todo lugar sem vergonha alguma!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Ouço muita música, todos os dias. Muita mesmo... hehehe. Mas não tenho apego nenhum ao CD, ao vinil ou qualquer tipo de mídia. Já tive walkman, discman, mp3man, ultraman, superman, x-men... hahaha! Tenho uma visão, que se reforça cada dia mais, de que artista tem que ganhar dinheiro com o show. Faço download de inúmeros álbuns todos os dias sem dó, hihihi (entre 3 e 7, em média). Só assim (?) conheço o trabalho de artistas que jamais compraria o disco. Viva a internet e sua acessibilidade!!

    bjuss

    Pig

    ResponderExcluir
  4. Hey Vi ^^

    Sou vicada em músicas, ouço todos os dias e vivo com fones de ouvido, realmente gosto.
    Também já tive walkman e derivados aparelhos.
    Se for uma banda/artista qual gosto muito, compro sim os CDS mas confesso sem dó que baixo muitaaaaaaaaa música até de albúns que não existem no Brasil, enfim adoro essa tecnologia e seria hipocrisia de minha parte não dizer de fato.
    Mas sei o que queres dizer sobre apego que hoje não existe e que passamos anos atrás... vc citou Beatles amor-paixão tudo kkk

    Xoxo

    :: Loma

    ResponderExcluir
  5. Oi Vivi!
    Eu realmente espero que o fim dos CDs não chegue. Eu não abro mão de completar a discografia dos meus artistas preferidos.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Viviane, indiquei você à um Meme literário que fiz. Se puder, você responde? http://migre.me/3RLfI
    Beijo! (:

    ResponderExcluir
  7. Os adultos vivem dizendo que a adolescência é um dos peridos mais marcantes da vida. Mais o que o adolescente pensa disso?

    Visita o meu blog?

    http://blogdeumagarotaadolescente.blogspot.com/

    Se gostar do meu blog, segue lá, ficarei muito feliz.
    Beijos e desde já obrigada,
    Atenciosamente Tainã Almeida;

    ResponderExcluir
  8. Adoro minha coleção de CDS, mas confesso que o aparelho de som está só para enfeite. Pois, cada um em casa gosta de um tipo de música e ficar ouvindo a dos outros... afe! Não gosto quando os vizinhos colocam música no último volume, então, para não incomodar ninguém, seja eu flex. Transformei e coloquei tudo no IPOD. Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Me lembro bem dessa época e saiba que tenho muitas saudades..
    Com os cds e mp3 predemos o contato um pouco com o que era bom..
    Adoreiii post gata parabéns..
    Beziquinhos doces..
    http://drikabello.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Dê o seu Palpite ;-)

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

O futuro do CD


Recentemente tivemos a triste notícia do fechamento da loja Modern Sound em Copacabana, para quem não conhece era uma das lojas de CDs mais famosas do Rio de Janeiro e  já foi palco de grandes eventos. No fundo sabemos que com o avanço da tecnologia inevitavelmente os CDs perderiam espaço, é um problema que a industrial musical está enfrentando há algum tempo e que tende a piorar se não houver uma revolução no pensamento dos empreendedores.


Colecionadores e fãs verdadeiros de bandas e cantores não abrirão mão de comprar o CD, mesmo que seja só para guardar, porque as coleções têm seu charme. Mas e a nova geração? Conheço adolescentes que nunca compraram um CD na vida e não sabem o que é ter de esperar o dia do lançamento pra ir correndo na loja comprar, já que antes mesmo de ser divulgada em rádios as músicas podem ser baixadas na internet.


Lembro de quando o CD era uma realidade distante e eu colecionava fita k7, nossa... Tive um walkman daqueles amarelos, enormes e com fones gigantes e achava o máximo. Era emocionante ligar para a rápido, pedir a música favorita e ficar aguardando ansiosamente para apertar o REC para gravá-la na fita. A qualidade era baixa, ficava cheio de ruídos e até mesmo anúncios de patrocinadores, mas a fitinha fazia sucesso entre minhas amigas e todo mundo queria ouvir.


Esses momentos não têm preço e iPod nenhum consegue superar!


Eu não sou uma pessoa contra a tecnologia, pelo contrário, eu adoro, mas vejo a geração de hoje perdendo um pouco a paixão e isso é ruim. Primeiro não há muitas bandas atuais que consigam mobilizar milhares de jovens por décadas. O que temos são bandas de um sucesso só que são péssimas e caem no esquecimento rápido. Tenho certeza que muitas menininhas que hoje se dizem fãs de bandinhas coloridas daqui uns anos vão se envergonhar disso!

Que saudade do tempo em que música boa era do Legião Urbana e dos Beatles!

Mas temos bons exemplos na atualidade de pessoas que entendem que não dá mais pra frear os downloads das músicas na rede e que estão usando isso em favor dos seus trabalhos. São os integrantes do movimento MPB - Música Para Baixar. Uma das minhas paixões musicais faz parte desse projeto e trabalha para que mais músicos possam aderir essa ideia.

O Teatro Mágico disponibiliza as músicas gratuitamente na internet e os CDs são vendidos por preços acessíveis. Quando não há o interesse de uma grande gravadora por trás o trabalho fica mais fácil. A trupe vende seus CDs e DVDs na lojinha virtual e nos shows. E quer saber? Vendem muito!! O fato de disponibilizar a música para download não atrapalha as vendas, durante os shows Seu Odácio Anitelli fica na lojinha cercado de fãs querendo adquirir os produtos. Eu tenho as músicas baixas sim, mas quando vou ao show faço questão de comprar algo também.
O movimento da MPB é mais do que isso simplesmente, se você quiser entender e conhecer visite a página da trupe: clique aqui.



Hoje o post foi assim falando de várias coisas porque os assuntos de certa forma estão interligados. 
E qual é a sua opinião sobre o futuro dos CDs?

9 comentários:

  1. ai ai amiga, eu me lembro do tempo das fitas...

    Cd eu tenho alguns, confesso que também prefiro baixar tudo... pq em nem ouço muito sabe.

    mas espero mesmo que o cd sobreviva a tudo isso.

    bjoo
    ;**

    ResponderExcluir
  2. Oi, Vi, tudo bem?
    Não abro mão de comprar um bom CD jamais! haha
    Eu não sou contra o avanço tecnológico, mas Ipod pra mim tá por fora, nunca me chamou a atenção. Sabe do que eu tenho saudade? Do meu discman verde. Se ainda eu o tivesse, andaria com ele pra todo lugar sem vergonha alguma!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Ouço muita música, todos os dias. Muita mesmo... hehehe. Mas não tenho apego nenhum ao CD, ao vinil ou qualquer tipo de mídia. Já tive walkman, discman, mp3man, ultraman, superman, x-men... hahaha! Tenho uma visão, que se reforça cada dia mais, de que artista tem que ganhar dinheiro com o show. Faço download de inúmeros álbuns todos os dias sem dó, hihihi (entre 3 e 7, em média). Só assim (?) conheço o trabalho de artistas que jamais compraria o disco. Viva a internet e sua acessibilidade!!

    bjuss

    Pig

    ResponderExcluir
  4. Hey Vi ^^

    Sou vicada em músicas, ouço todos os dias e vivo com fones de ouvido, realmente gosto.
    Também já tive walkman e derivados aparelhos.
    Se for uma banda/artista qual gosto muito, compro sim os CDS mas confesso sem dó que baixo muitaaaaaaaaa música até de albúns que não existem no Brasil, enfim adoro essa tecnologia e seria hipocrisia de minha parte não dizer de fato.
    Mas sei o que queres dizer sobre apego que hoje não existe e que passamos anos atrás... vc citou Beatles amor-paixão tudo kkk

    Xoxo

    :: Loma

    ResponderExcluir
  5. Oi Vivi!
    Eu realmente espero que o fim dos CDs não chegue. Eu não abro mão de completar a discografia dos meus artistas preferidos.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Viviane, indiquei você à um Meme literário que fiz. Se puder, você responde? http://migre.me/3RLfI
    Beijo! (:

    ResponderExcluir
  7. Os adultos vivem dizendo que a adolescência é um dos peridos mais marcantes da vida. Mais o que o adolescente pensa disso?

    Visita o meu blog?

    http://blogdeumagarotaadolescente.blogspot.com/

    Se gostar do meu blog, segue lá, ficarei muito feliz.
    Beijos e desde já obrigada,
    Atenciosamente Tainã Almeida;

    ResponderExcluir
  8. Adoro minha coleção de CDS, mas confesso que o aparelho de som está só para enfeite. Pois, cada um em casa gosta de um tipo de música e ficar ouvindo a dos outros... afe! Não gosto quando os vizinhos colocam música no último volume, então, para não incomodar ninguém, seja eu flex. Transformei e coloquei tudo no IPOD. Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Me lembro bem dessa época e saiba que tenho muitas saudades..
    Com os cds e mp3 predemos o contato um pouco com o que era bom..
    Adoreiii post gata parabéns..
    Beziquinhos doces..
    http://drikabello.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Dê o seu Palpite ;-)