About

Blogger news

Estou Lendo!

Visitantes!

Receba novidades no e-mail!

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Snag a button


Parceiros

">Selo By Bruna Kitty

Meu Cantinho de leitura

Followers

About me

Minha foto
Professora de Matemática do Estado do RJ e do Município do Rio de Janeiro; tutora presencial do CEDERJ; pós-graduanda em Planejamento, Gestão e Implementação da EaD pela UFF.

domingo, 1 de novembro de 2009

Preferencial

Eu evito sentar naqueles assentos preferenciais em ônibus, trem, metrô e etc. Me sinto constrangida por estar no banco que não foi feito pra mim e, além disso, toda vez que eu sento entra alguém preferencial e eu tenho que levantar. Aí sinto a pessoa me olhando como se eu tivesse cometendo um crime por estar ali. Ei, se as pessoas estiverem ausentes nós podemos SIM sentar naqueles banquinhos.
Enfim, por essas e outras eu evito.
Mas semana passada eu estava muito cansada e já estressada da vida e não tive outra opção, o único banco livro era preferencial, sentei.
Parei e fiquei lendo aquele adesivo no vidro com as explicações sobre quem poderia sentar ali. Para minha surpresa eu me encaixava nas condições e, pela primeira vez, fiquei com a consciência tranquila por estar ali.
Veja se não tenho razão. O banco é especialmente para:

1 - Pessoas obesas (Sim, pessoas obesas, essa é nova e ainda colocaram um boneco extremamente gordo para ilustrar)
Estou acima do peso, basta olhar pra mim para saber disso. E se ainda assim houver dúvida, pegue calculadora, balança e fita métrica: vamos calcular meu IMC. O banco é meu por direito :D

2 - Mulheres grávidas
Devido à obesidade minha barriga gigante mais parece uma criança de 7 meses, me sinto como uma mulher grávida. E no aviso não especifica se a gravidez psicológica está excluída dos benefícios. Logo... também posso me sentar ali.

3 - Pessoas com bebês ou crianças de colo
Tenho uma relação quase maternal com minha mochila, um amor incondicional, coisa de mãe. E ela é muito pesadinha, mais que um bebê normal. É a minha bebezinha gorducha. Sim, minha mochila merece tanto quanto os bebês de verdade aquele posto no ônibus.

4 - Idosos
Eu sou uma jovem idosa. Tenho dores de velho, mentalidade de pessoa idosa e gosto de coisas que meus sobrinhos dizem que é de velho. Ou seja, sou uma velha. O lugar é meu.

5 - Pessoas com deficiência
Meus amigos vivem dizendo: 'Vivi, você tem problemas, não pode ser normal". E eu não discordo disso. Problemas psicológicos também são um tipo de deficiência se você pensar por um lado. Sou ansiosa, ciumenta, estressada e estou em depressão (quase). Ou seja, não estou em condições normais como a maioria da população.

Yuuupi! Sou preferencial, posso descansar minhas perninhas :D

P.S.: Aos desavisados: É óbvio que isso é uma brincadeira e sempre dou meu lugar para pessoas nessas condições, pois se tem uma coisa que eu respeito muito é isso. Embora as pessoas mal agradecidas nem segurem a minha mochila, rs.

6 comentários:

  1. hiahiahiahiahiahai
    *tendo um ataque de risadas*
    eu tmb dou meu lugar no onibus, na verdade naum gosto de sentar, quando naum to cansada :p. Mas se ta vago, é pra sentar, poxa! vc pagou a passagem tem mais direito do que essa gentalha q naum paga e ganha o riocard! hauhauhauhah. - sim sou mau hauhauhuahuahahu

    ResponderExcluir
  2. Eu desisti de sentar nesses bancos. Já briguei com outros passageiros e parece que nem assim as coisas funcionam. Mas tem muita gente que se faz de louca e não dá lugar. Aqui em Caxias é o que mais tem.

    ResponderExcluir
  3. Desculpa linda, minha conexão também caiu... E depois chegou minha namorada ai não deu mais pra voltar...

    Mas digo que seu blog é demais... Continue a escrever... Continue... Vc escreve muito bem...

    Obrigado por estar no meu blog...
    Estarei sempre por aqui...

    Bjuxxxxxxxx

    ResponderExcluir
  4. Ah, vc mora pertinho do seu trabalho, nem precisa de assento preferencial. Além do mais, a vida começa aos 40, então vc ainda nem nasceu (?). Digo ainda que o cálculo do IMC é algo deveras elaborado, e vc não se atreveria a fazer todas essas contas malucas... deixe isso pro pessoal que cuida de números!
    Outrossim, sua mochila já está muito grandinha e deveria pagar até passagem adicional (e aí vemos a boa vontade dos motoristas que nos cercam). Quanto à deficiência... bem... acho que... tá bom, tá bom, o lugar é seu! hehehehe

    bjãoo!

    ResponderExcluir

Dê o seu Palpite ;-)

domingo, 1 de novembro de 2009

Preferencial

Eu evito sentar naqueles assentos preferenciais em ônibus, trem, metrô e etc. Me sinto constrangida por estar no banco que não foi feito pra mim e, além disso, toda vez que eu sento entra alguém preferencial e eu tenho que levantar. Aí sinto a pessoa me olhando como se eu tivesse cometendo um crime por estar ali. Ei, se as pessoas estiverem ausentes nós podemos SIM sentar naqueles banquinhos.
Enfim, por essas e outras eu evito.
Mas semana passada eu estava muito cansada e já estressada da vida e não tive outra opção, o único banco livro era preferencial, sentei.
Parei e fiquei lendo aquele adesivo no vidro com as explicações sobre quem poderia sentar ali. Para minha surpresa eu me encaixava nas condições e, pela primeira vez, fiquei com a consciência tranquila por estar ali.
Veja se não tenho razão. O banco é especialmente para:

1 - Pessoas obesas (Sim, pessoas obesas, essa é nova e ainda colocaram um boneco extremamente gordo para ilustrar)
Estou acima do peso, basta olhar pra mim para saber disso. E se ainda assim houver dúvida, pegue calculadora, balança e fita métrica: vamos calcular meu IMC. O banco é meu por direito :D

2 - Mulheres grávidas
Devido à obesidade minha barriga gigante mais parece uma criança de 7 meses, me sinto como uma mulher grávida. E no aviso não especifica se a gravidez psicológica está excluída dos benefícios. Logo... também posso me sentar ali.

3 - Pessoas com bebês ou crianças de colo
Tenho uma relação quase maternal com minha mochila, um amor incondicional, coisa de mãe. E ela é muito pesadinha, mais que um bebê normal. É a minha bebezinha gorducha. Sim, minha mochila merece tanto quanto os bebês de verdade aquele posto no ônibus.

4 - Idosos
Eu sou uma jovem idosa. Tenho dores de velho, mentalidade de pessoa idosa e gosto de coisas que meus sobrinhos dizem que é de velho. Ou seja, sou uma velha. O lugar é meu.

5 - Pessoas com deficiência
Meus amigos vivem dizendo: 'Vivi, você tem problemas, não pode ser normal". E eu não discordo disso. Problemas psicológicos também são um tipo de deficiência se você pensar por um lado. Sou ansiosa, ciumenta, estressada e estou em depressão (quase). Ou seja, não estou em condições normais como a maioria da população.

Yuuupi! Sou preferencial, posso descansar minhas perninhas :D

P.S.: Aos desavisados: É óbvio que isso é uma brincadeira e sempre dou meu lugar para pessoas nessas condições, pois se tem uma coisa que eu respeito muito é isso. Embora as pessoas mal agradecidas nem segurem a minha mochila, rs.

6 comentários:

  1. hiahiahiahiahiahai
    *tendo um ataque de risadas*
    eu tmb dou meu lugar no onibus, na verdade naum gosto de sentar, quando naum to cansada :p. Mas se ta vago, é pra sentar, poxa! vc pagou a passagem tem mais direito do que essa gentalha q naum paga e ganha o riocard! hauhauhauhah. - sim sou mau hauhauhuahuahahu

    ResponderExcluir
  2. Eu desisti de sentar nesses bancos. Já briguei com outros passageiros e parece que nem assim as coisas funcionam. Mas tem muita gente que se faz de louca e não dá lugar. Aqui em Caxias é o que mais tem.

    ResponderExcluir
  3. Desculpa linda, minha conexão também caiu... E depois chegou minha namorada ai não deu mais pra voltar...

    Mas digo que seu blog é demais... Continue a escrever... Continue... Vc escreve muito bem...

    Obrigado por estar no meu blog...
    Estarei sempre por aqui...

    Bjuxxxxxxxx

    ResponderExcluir
  4. Ah, vc mora pertinho do seu trabalho, nem precisa de assento preferencial. Além do mais, a vida começa aos 40, então vc ainda nem nasceu (?). Digo ainda que o cálculo do IMC é algo deveras elaborado, e vc não se atreveria a fazer todas essas contas malucas... deixe isso pro pessoal que cuida de números!
    Outrossim, sua mochila já está muito grandinha e deveria pagar até passagem adicional (e aí vemos a boa vontade dos motoristas que nos cercam). Quanto à deficiência... bem... acho que... tá bom, tá bom, o lugar é seu! hehehehe

    bjãoo!

    ResponderExcluir

Dê o seu Palpite ;-)